Confira quais são os atletas brasileiros favoritos a conquistar uma medalha nas Olimpíadas de Londres


Por Renan Araújo

O Brasil já tem mais de 200 classificados para as Olimpíadas de Londres, mas são poucos os que são considerados favoritos por todos para conquistar uma medalha nos Jogos. É claro que sempre pode acontecer alguma surpresa, mas são nos atletas abaixo que o país mais vai ficar de olho. Confira abaixo a situação de cada um deles e porque tem chances de medalhas.

Maurren Maggi

(Foto: AFP)

A atleta que disputa o salto em distância ganhou a medalha de ouro em Pequim 2008 e novamente tem chances de conquistar o primeiro lugar na Inglaterra. Ano passado conquistou o ouro no Pan-Americano de Guadalajara e no GP Internacional de São Paulo (com a melhor marca do mundo de 6,84m). Com os resultados ela se classificou por estar em sexto no ranking das dez melhores atletas do mundo e por já ter conquistado o índice mínimo da prova (ela tem a marca de 6,94m). No último fim de semana ela obteve o ouro no GP Brasil de Atletismo no Rio de Janeiro. Com isso ela supera a desconfiança que tinha por conta de suas lesões em 2010.

Fabiana Murer

(Foto: Michael Probst/AP)

Fabiane Murer que disputa o salto em altura tem a chance de recuperar a medalha perdida em Pequim 2008. Na China, ela teve a vara roubada pouco tempo antes de entrar na competição, ficou abalada e não conseguiu a marca mínima para chegar às finais.Fabiana foi campeã  mundial de atletismo indoor em Doha em 2010 e em 2011 se superou ao conquistar o ouro no Campeonato Mundial de Atletismo superando a russa Yelena Isinbaeva. Agora em Londres, ela terá novos obstáculos. Além do favoritismo da russa, ela terá que superar os maus resultados dos últimos tempos para chegar a uma medalha. Nos Jogos Pan-Americanos de 2011, no GP São Paulo e no GP Brasil do Rio de Janeiro ela ficou apenas com a prata. Mesmo assim, segue como uma das mais fortes candidatas a ganhar uma medalha.

Futebol masculino

A equipe do técnico Mano Menezes tenta conquistar o ouro inédito das Olimpíadas – o único título que ainda falta para o Brasil. A equipe conquistou a vaga olímpica após o título do Sul-Americano sub-20. O treinador brasileiro já anunciou uma pré-lista de convocados. A seleção será composta por jogadores com idade até 23 anos e mais três com mais da idade limite. A grande esperança do Brasil será o atacante Neymar, que busca sua primeira conquista com a amarelinha.

Futebol feminino

(Foto: AP)

A seleção feminina também tenta quebrar o jejum de nunca ter conquistado o ouro. Em Atenas 2004 e Pequim 2008 a seleção perdeu a final para os Estados Unidos e deixou escapar o ouro. O time conquistou a vaga após conquistar o Campeonato Sul-Americano e novamente é favoritíssima para chegar a final e tentar novamente quebrar a hegemonia americana. A lista de jogadoras convocadas foi anunciada nesta semana e novamente a esperança do Brasil é a atacante Marta, que já foi eleita por cinco vezes a melhor do mundo.

Diego Hypólito

O ginasta é novamente um dos grandes nomes do país no esporte. Ele conquistou a vaga olímpica após o bronze no Mundial de Tóquio e tenta superar o resultado dos Jogos de Pequim 2008 quando ficou apenas na sexta colocação após uma queda no salto final. Ele que já foi campeão mundial do solo em duas vezes vem vivendo uma fase difícil por conta das lesões e busca se recuperar rapidamente. Ele primeiro se recuperou de uma lesão no ombro e agora terá que passar por cirurgia no joelho.  A expectativa é que ele volte na etapa da Copa do Mundo da Bélgica em junho.

Leandro Guilheiro e Mayra Aguiar

(Foto: Franck Robichon/Efe)

Os dois judocas são líderes mundiais de suas categorias no judô, respectivamente nas categorias 81kg e78kg (a primeira mulher a conseguir esse feito). Eles asseguraram as vagas olímpicas por conta de suas posições no ranking mundial. Em 2008 Guilheiro já havia conquistado o bronze.Apesar de favoritos, eles não são os únicos com chances de medalhas. O Brasil conta com uma equipe completa com 14 atletas (todos classificados por suas posições no ranking mundial) e busca quebrar o jejum de 20 anos sem uma medalha de ouro (conquistada pela última vez em Barcelona 1992 com Rogério Sampaio).

Cesar Cielo

(Foto: AFP)

Apenas uma tragédia vai tirar as medalhas de ouro das mãos do nadador. Cielo é o primeiro campeão olímpico brasileiro na natação com o ouro nos 50m livre em Pequim 2008 e deve repetir a dose em Londres. Atualmente ele detêm os recordes mundiais dos 50 e 100m livre. No Pan 2011 foram quatro ouros e desde 2009 já foram seis ouros em campeonatos mundiais além de seguidas quebras de recordes inclusive em provas de revezamento e nos 50m borboleta. Com tantos números favoráveis é difícil acreditar que Cielo possa perder a medalha. Além de Cielo, o Brasil também conta com a presença de bons atletas como Kaio Márcio e Tiago Pereira.

Natalia Falavigna e Diogo Silva

A dupla do taekwondo novamente chega com boas chances de chegar ao pódio. Natalia conquistou a vaga na categoria mais de 67kg após ganhar o ouro no Pan de 2011 e quer pelo menos repetir a medalha de bronze que conquistou em Pequim 2008. Já Diogo conquistou a vaga após ganhar o bronze no Pré-Olímpico mundial (foi o primeiro brasileiro a conquistar a vaga nas Olimpíadas) e chega à sua segunda olimpíada (ele disputou Atenas 2004 quando ficou em quarto) após ter se recuperado de uma lesão no quadril.

Vela

(Foto: Gintare Scheidt/Divulgação)

A dupla Robert Scheidt e Bruno Prada é uma das melhores do mundo na classe que disputam, a Classe Star. Eles são tricampeões mundiais (com o título vencido neste mês na França) e atuais vice-olímpicos de Pequim. Conquistaram a vaga após terminarem no grupo dos melhores 11 países no Mundial de Austrália e ganharam a seletiva olímpica. Para se ter uma idéia apenas Scheidt já conquistou 11 campeonatos mundiais na Classe Laser e um ouro em Atenas 2004. Agora, sua parceria com Prada que existe desde 2006 vem dando grandes frutos e os dois tem grandes chances de serem premiados com a medalha dourada.

Vôlei masculino

A seleção de Bernardinho está disputando a Liga Mundial, último torneio antes das Olimpíadas, e conta agora com a volta do levantador Ricardinho que participouy da campanha do ouro de Atenas em 2004. A principal meta é recuperar a hegemonia do esporte que foi perdida com a prata nos Jogos de Pequim 2008. De lá para cá o Brasil conquistou a Liga Mundial em 2009 e 2010 e o tricampeonato mundial em 2010. A seleção chega forte novamente com nomes de peso como Ricardinho, Giba e Murilo. A vaga foi assegurada com o terceiro lugar na Copa do Mundo de 2011.

Vôlei feminino

(Foto: Ig/AFP)

A seleção feminina de vôlei quer repetir a medalha de ouro que conquistou em Pequim 2008 e no Pan de 2011. Porém, terá que se superar para enfrentar a má fase que vem passando. A seleção que disputará o Grand Prix em junho, conquistou a vaga apenas há algumas semanas teve uma má campanha na Copa do Mundo do ano passado quando acabou em quinto sem a vaga tão esperada. Mesmo assim, a seleção ainda é uma das melhores do mundo e tem tudo para brigar pelo ouro.

Vôlei de praia

As duplas para o vôlei de praia ainda serão definidas pela Confederação Brasileira de Vôlei, mas o Brasil sempre surge com grandes atletas e muito favoritismo. Serão duas duplas masculinas e duas femininas. Alisson e Emanuel, Ricardo e Pedro Cunha e Juliana e Larissa são as duplas que devem chegar ao pódio e repetir as boas campanhas que já realizaram anteriormente.

 

Confira mais sobre os atletas favoritos a conquistar medalhas em Londres:

http://jornaleirosdoesporte.com/2012/07/18/confira-a-expectativa-de-medalhas-nas-olimpiadas-para-o-brasil-no-hipismo-boxe-volei-de-praia-e-outros-esportes/

About these ads

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 24 de maio de 2012, em Olimpíadas. Adicione o link aos favoritos. 10 Comentários.

  1. helloysa margarida f.c.

    adoreiiiiiii espero que o brasil ganhe mais uma veiz nessa olimpiada!!!

  2. Esqueceu do Diego Hipólito

  3. Se os nossos Governantes se dedicasse em prestigiar os nossos jovens abrindo em todo Brasil escolas de Atletismo, pagando um bom sálario para nossos professores e jovens atletas que querem e não pode pagar para treinar o esporte de sua vocação e treinar
    sem se preocupar com o pão de cada dia.. O Brasil não estaria passando a vergonha que esta passando.sem patrocinio sem apoio, os atletas que se sobresai vão treinar fora do Brasil,é uma vergonha para um País que ser do primeiro mundo. E os nossos jovens que estão na sargeta, usando drogas já pensaram em dar uma chance para eles, não fazendo futebol a meia noite quando os coitados estão com fome e frio e tem de jogar nas trevas da noite para que a população não veja mas na luz do dia com a barriginha cheia, alegres e felizes por ter uma chance de poder fazer algo no esporte e nos estudos para tornar o Brasil Reconhecido Mundialmente.

  4. que interessante saber tudo isso bem legal mesmo

  5. oque vc nao sabem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: