MMA brasileiro tem noite ruim no Strikeforce


Por: João Pedro Alves

Jacaré, de luvas vermelhas, não foi bem e perdeu o cinturão (Foto: Showtime/Strikeforce)

Duas semanas após os atletas brasileiros ganharem dos gringos no UFC Rio, a revanche estrangeira veio no Strikeforce. O evento, realizado na noite de sábado (10) em Cincinnati, nos Estados Unidos, teve um saldo de seis derrotas e apenas uma vitória para o Brasil. Ronaldo “Jacaré” perdeu o cinturão e Antônio “Pezão” foi eliminado do GP. Apesar dos resultados ruins para os brazucas, o Strikeforce 36 foi um verdadeiro show no octógono.

As quatro primeiras atuações brasileiras aconteceram no card preliminar. Amanda Nunes foi derrotada com um nocaute técnico, no final do segundo round, pela canadense Alexis Davis. A segunda derrota veio com Evangelista Cyborg, novamente para um canadense. Jordan Mein nocauteou Cyborg com uma boa sequencia de cotoveladas. Rafael Cavalcante, “Feijão”, foi o responsável pela única vitória tupiniquim. Na trocação, Feijão levou a melhor e nocauteou o cubano Yoel Romero no segundo round. Na última luta preliminar, Marcos “Pezão”, fazendo sua estréia no evento, não conseguiu impor seu jogo e perdeu para o americano Mike Kyle na decisão unânime dos juízes. Brasil 1 x 3 Resto do mundo.

Roger não teve oportunidade de mostrar seu jiu jitsu (Foto: Showtime/Strikeforce)

No main card o primeiro brasileiro a subir no octógono foi Roger Gracie. O faixa preta enfrentou “King Mo” Lawal, que teve o apoio do público. A luta não chegou a ir para a especialidade de Roger, o chão. Em pé, fazendo uso de sua maior envergadura, Roger manteve a distância e conectou alguns bons golpes. Mas King Mo tem as mãos pesadas. No final do primeiro round o americano acertou o Gracie, que caiu já entregue. Vitória de Muhammed “King Mo” Lawal por nocaute. Brasil 1 x 4 Resto do mundo.

Na luta válida pelo cinturão dos médios, Ronaldo “Jacaré” Souza defendeu seu título contra Luke Rockhold. E o americano surpreendeu. Foi melhor em pé, dominando a trocação e sendo mais efetivo nos golpes. Jacaré não mostrou muita coisa em pé e no solo não conseguiu desenvolver seu jiu jitsu. Ao final dos cinco rounds, vitória de Luke Rockhold na decisão unânime dos juízes. Dois deles marcaram 48-47 para Rockhold. Mas a marcação de 50-45 para o americano foi questionável. Brasil 1 x 5 Resto do mundo.

Surpresa, Cormier nocauteou Pezão (Foto: Showtime/Strikeforce)

Para fechar a noite “verde e amarela”, Antônio “Pezão” Silva disputou a semifinal do GP dos pesados contra o invicto Daniel Cormier. Outra surpresa americana. Cormier não se intimidou com o brasileiro, maior e favorito no duelo. A luta se desenvolveu em pé. O americano soube golpear no momento certo, com efetividade e não sendo acertado por Pezão. Após superioridade de Cormier, com direito a knockdown, um belo nocaute. Mais um na conta do Brasil. Faltando pouco mais de um minuto para o fim do primeiro round, vitória de Daniel Cormier, finalista do grand prix. Brasil 1 x 6 Resto do mundo.

Na outra semifinal, Josh Barnett comprovou o favoritismo e venceu o russo Sergei Kharitonov. A luta começou com uma trocação aberta e equilibrada. Barnett conseguiu colocar para baixo e trabalhou o ground ‘n’ pound. Em uma brecha de Kharitonov, chegou a dominar as costas. O russo não agüentou a pressão e foi finalizado no final do primeiro round com um katagatame. Vitória indiscutível do americano Josh Barnett, que entra como favorito na final do GP contra Daniel Cormier.

Resultados

Card Principal (Main Card)

Heavyweight GP Semifinal (peso pesado): United States Josh Barnett vs. Russia Sergei Kharitonov

Barnett derrotou Kharitonov via finalização (kata gatame) no 1º round, 4:28

Heavyweight GP Semifinal (peso pesado): Brazil Antonio Silva vs. United States Daniel Cormier

Cormier derrotou Silva via KO (socos) no 1º round, 3:56

Middleweight (peso médio): Brazil Ronaldo Souza (c) vs. United States Luke Rockhold

Rockhold derrotou Jacaré na decisão unânime dos juízes (50–45, 48–47, 48–47), e se tornou o campeão da categoria

Light Heavyweight (peso meio pesado): United States Muhammed Lawal vs. Brazil Roger Gracie

Lawal derrotou Gracie via KO (soco) no 1º round, 4:37

Lightweight (peso leve): United States Pat Healy vs. Venezuela Maximo Blanco

Healy derrotou Blanco via finalização (mata-leão) no 2º round, 4:27

Card Preliminar

Light Heavyweight (peso meio pesado): United States Mike Kyle vs. Brazil Marcos Rogerio de Lima

Kyle derrotou Lima na decisão unânime dos juízes (29–28, 29–28, 30–27)

Light Heavyweight (peso meio pesado): Brazil Rafael Cavalcante vs. Cuba Yoel Romero Palacio

Cavalcante derrotou Romero via KO (socos) no 2º round, 4:51

Welterweight (peso meio médio): Brazil Evangelista Santos vs. Canada Jordan Mein

Mein derrotou Cyborg via TKO (cotoveladas) no 3º round, 3:18

Feminino: Bantamweight (peso galo): Canada Alexis Davis vs. Brazil Amanda Nunes

Davis derrotou Nunes via TKO (socos) no 2º round, 4:53

Middleweight (peso médio): United States Dominique Steele vs. United States Chris Mierzwiak

Steele derrotou Mierzwiak na decisão unânime dos juízes (29–28, 29–27, 29–27)

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 12 de setembro de 2011, em Lutas e marcado como , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: