Palmeiras abre vantagem sobre Coritiba na primeira decisão da Copa do Brasil


por Jordan Marciano

No duelo dos verdões, os paulistas que comemoraram o 2 a 0 construido na primeira partida da final da Copa do Brasil contra o Coritiba na Arena Barueri, nesta quinta-feira (5). Os gols foram marcados por Valdivia, de pênalti, e Thiago Heleno. Agora o time do técnico Felipão pode até perder por um gol do diferença no Estádio Couto Pereira, que se consagra campeão e leva uma vaga para a Copa Libertadores de 2013. Os outros 90 minutos restantes da decisão acontecerão na próxima quarta-feira (11). 

Valdivia, até ser expulso, foi o destaque do Palmeiras no jogo (Foto: Ari Ferreira)

1º Tempo

O jogo foi em Barueri, mas quem se sentiu em casa foi o Coritiba, pois os visitantes marcavam de forma eficiente a saída de bola do Palmeiras, o que obrigou os zagueiros paulistas a darem os famosos chutões que só facilitaram o domínio da posse de bola a favor do Coxa.Na marca de 8 minutos o primeiro bom lance do Verdão paranaense. Everton Ribeiro partiu em contra ataque pelo meio e lançou em velocidade Júnior Urso, que ficou cara a cara com Bruno, mas chutou em cima do goleiro.

No minuto seguinte, outra ótima oportunidade para o Coxa abrir o placar, Gil correu pela esquerda e cruzou para Rafinha, mas na finalização o meia chutou mal e a bola subiu longe da meta do Palmeiras. E realmente só dava Coxa, o time comandado por Felipão estava completamente envolvido em todos os setores por jogadores como Urso, Rafinha, Everton Ribeiro e campanhia, mas as chances perdidas do Coritiba eram motivo de lamentação por parte dos torcedores, e isso mantinha o placar zerado.

Aos 27 um lance polêmico que gerou reclamação, pois Everton Costa correu para o ataque e Mauricio Ramos segurou o calção do adversário, e quase deixou o coxa-branca somente de cueca em campo, mas o árbitro Wilton Sampaio não marcou a falta. O coxa insistiu, tentou, mas o castigo chegou aos 48 do primeiro tempo. Novamente em lance duvidoso, questionado pelos torcedores paranaenses, a bola foi lançada na área, e o árbitro viu Jonas derrubando Betinho na grande área, pênalti para o Palmeiras, que Valdivia bateu com categoria, mandou a bola para um lado e o goleiro para o outro, e abriu o placar na Arena Barueri (1-0).

2º Tempo

A segunda etapa começou bem diferente da primeira, pois o Coxa voltou do intervalo com os jogadores mais acuados, o que mostrou que o gol de pênalti fez diferença no psicológico da equipe de Marcelo Oliveira para o restante do confronto. Aos 4 minutos Valdivia fingiu jogar a bola em cima do jogador do Coritiba e tomou cartão amarelo por isso. O jogo ficou mais truncado, outros cartões foram distribuídos logo no inicio do segundo tempo, o que deixou a decisão com falta de qualidade técnica, ou seja, o futebol das duas equipes tinha a carência de boas armações, lances de perigo.

Aos 10 minutos depois da falta cobrada pelo Coritiba, a bola sobrou para Pereira, que chutou muito alto para fora do gol, mas o bandeirinha já estava assinalando impedimento do zagueiro. O Palmeiras foi dominando a partida, e em jogada de bola parada o segundo gol aconteceu. Foi aos 19 minutos que marcos Assunção jogou a bola na área, ela desviou na barreira e Thiago heleno mandou para as redes (2-0).

Aos 24 Valdivia fez uma falta dura e foi expulso de campo, mas nada disso animou o Coxa para tentar marcar o gol de honra. Uma boa oportunidade para o Coxa diminuir seria em um lance que Tcheco foi claramente derrubado dentro da área, mas o árbitro não marcou o pênalti. Com os visitantes totalmente desanimados no gramado, o Palmeiras partiu para cima e quase matou o jogo com o terceiro gol. Na jogada, Maikon Leite recebeu de Betinho e ficou frente a frente com Vanderlei, mas o goleiro do coxa levou vantagem e ficou com a bola. 

Coritiba teve grandes momentos no jogo, e elenco reclama da arbitragem (Foto: Ari Ferreira)

 

Opinião do Jornaleiro

O coxa jogou bem mais no primeiro tempo, mas perdeu muitas chances que poderiam ter dado um placar elástico ao time visitante. O Palmeiras, por outro lado, com menos qualidade, se defendeu, e quando a melhor oportunidade chegou, não desperdiçou. O pênalti foi meio duvidoso, o árbitro não estava a vontade em campo e deixou de marcar um pênalti no segundo tempo para Tcheco. A coxa no segundo tempo não esboçou reação alguma, e com isso tomou o segundo gol. A situação é difícil, mas o verdão paranaense terá a sua torcida apoiando, para que o Coxa não perca a segunda Copa do Brasil em dois anos.

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 6 de julho de 2012, em Futebol Nacional e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: