Bélgica, a Seleção do Futuro


por Flavio Darin

Amanhã começa o maior campeonato de clubes do mundo, a UEFA Champions League, nesta edição estarão em campo vários jogadores belgas, que demonstram potencial para se formar uma grande seleção nos próximos anos.

(Foto: Getty Images)

A seleção belga de futebol não tem grande tradição no mundo da bola e tem como principais conquistas o ouro olímpico na edição de 1920 dos jogos e a terceira colocação na Eurocopa de 1972. Porém uma nova geração, vem enchendo os olhos dos belgas, e da Europa. No comando dos garotos, um dos maiores ídolos do futebol local e um velho conhecido dos brasileiros, o ex-atacante Marc Wilmots.

Wilmots traz do passado a inspiração para o presente e futuro de sua seleção, capitão na última edição de Copa do Mundo que a Bélgica esteve presente, o atacante enfrentou o Brasil nas oitavas de final do mundial da Coreia e do Japão, em um dos jogos mais dificeis da caminhada brasileira rumo ao penta campeonato. Após se aposentar em 2003 no Schalke 04 da Alemanha, Wilmots ficou no clube e já no mesmo ano assumiu o comando técnico da equipe por 3 meses, terminando a Bundesliga em sétimo lugar, pouco para os padrões da equipe. No ano seguinte assumiu o Sint-Truiden, time da segunda divisão belga, novamente sem grande sucesso. Até que em 2009 foi contratado pela federação para ser assistente do holandês, Dick Advocaat, técnico que recentemente tinha conquistado a antiga Copa da Uefa (Hoje UEFA Europa League) treinando o Zenit de São Petesburgo. Mas sem conseguir a classificação para o mundial da Africa do Sul em 2010, Advocaat caiu, e para seu lugar chegou Georges Leekens, belga que tinha levado a seleção até a Copa da França em 1998. Os resultados de Leekens estavam melhorando, mas surpreendentemente o treinador anunciou sua saída da seleção para comandar o Club Brugge. Ai então Wilmots recebeu sua chance e em maio deste ano oficialmente assumiu a seleção até 2014 com a responsabilidade de classificar os belgas para o mundial do Brasil.

Wilmots em ação contra o Brasil nas oitavas de final do mundial de 2002 (Foto: Getty Images)

O time é uma mescla de jogadores experientes e de jovens valores, que somente agora começam a despertar para o futebol do velho continente. Já consolidados a algum tempo nas grandes ligas, Daniel Van Buyten (Bayern de Munique) e Timmy Simons (Nuremberg) foram companheiros de Wilmots no elenco da seleção na Copa de 2002 e até hoje frequentam as listas de convocações. A nova geração belga é encabeçada por Vincent Kompany (Manchester City) zagueiro de 26 anos, que desde 2006, quando foi contratado pelo Hamburgo, atua em alto nível na Europa.

Outros jogadores com muito talento se esconderam por muito tempo em ligas menores, como Thomas Vermaelen (Arsenal), 26 anos, que formou-se nas categorias de base do Ajax da vizinha Holanda, e lá ficou por 9 anos, até se transferir para o Arsenal. Jan Vertonghen (Tottenham), 25 anos, é outro que passou muito tempo no Ajax, 6 anos, e somente na última temporada se transferiu, assim como Vermaelen para a milionária Premier League. O Ajax apostou nas receitas de sucesso dos zagueiros belgas e hoje conta com Toby Alderweireld de 23 anos, que há 4 anos está em Amsterdam e desde 2009 é figura certa nas convocações da seleção principal. No gol, Thibaut Courtois (Chelsea / Atlético de Madrid) de apenas 20 anos é o titular, o jogador se destacou no Genk e foi contratado para ser o substituto de Petr Cech, e há dois anos foi emprestado para o Atlético de Madrid, onde é titular e já conquistou a UEFA Europa League e a Super Copa da UEFA.

Kompany, Vermaelen, Vertonghen e Alderweireld (Foto: Divulgação / Montagem: Flavio Darin)

O meio campo é recheado de jogadores técnicos, Marouane Fellaini (Everton), 24 anos, sensação da conquista do Standard do campeonato belga de 2008 foi para a terra da rainha ainda neste mesmo ano após recusar propostas de Manchester United, Real Madrid, Aston Villa e Bayern de Munique, assininou com o Everton e desde então é titular do time da cidade de Liverpool. Meio campo muito alto que faz as funções de volante, meia e também centro avante. Mousa Dembélé (Tottenham) foi outro que atravessou a fronteira até a Holanda para no AZ brilhar, as boas atuações o credenciaram para jogar a Premier League, e o destaque do Fulham nas últimas temporadas, em 2012 foi contratado pelo Tottenham por 15 milhões de Euros.

Axel Witsel (Zenit) de 23 anos é outro remanescente do time do Standard de 2008, após grande destaque no Benfica, ele foi contratado por incríveis 40 milhões de euros pelo Zenit de São Petesburgo da Rússia. Jogador ambidestro, joga com facilidade pelos dois lados do campo. O grande destaque deste time é o meio campista Eden Hazard (Chelsea) ,21 anos, contratado pelo Chelsea na última janela de transferências, o “baixinho” já conquistou a posição de titular e é referência no meio campo dos Blues. Hazard construiu quase que toda sua carreira no Lille do norte da França. Hazard recebeu outras propostas quando mais novo, como dos gigantes belgas Anderlecht e Brugge, mas a opção pelo Lille vem basicamente porque a cidade do norte da França era mais perto de sua casa do que Bruxelas. Meio campo rápido de toque facil na bola e de ótimo passe, Hazard é a referência da “Nova Bélgica”. Outros jogadores de meio campo, são Steven Defour (Porto) 24 anos, Dries Martens (PSV Eindhoven)  25 anos e Kevin De Bruyne (Chelsea / Werder Bremem) 21 anos, De Bruyne foi destaque no Genk e foi contratado pelo Chelsea e está no Werder Bremem desde julho deste ano quando foi emprestado.

Fellaini, Dembélé, Witsel e Hazard (Fotos: Divulgação / Montagem Flavio Darin)

Os atacantes ficam devendo quando comparados aos meio campistas da seleção, o principal nome é Romelu Lukaku (Chelsea / West Bromwich Albion), o “novo Drogba” tem 1,90m de altura e apenas 19 anos. Estreiou pelo Anderlecht com apenas 16 anos, e com 18 pela seleção nacional. Ano passado foi contratado pelo Chelsea por 15 milhões de euros e neste ano foi emprestado para o West Bromwich da primeira divisão da Inglaterra.  Tem como características o jogo aéreo e a facilidade de fazer gols (pelo Anderlecht foram 33 gols). Kevin Mirallas (Everton), 24 anos, é outro que se destaca na Premier League, jogador do Everton desde a última janela de transferências é o segundo atacante da seleção, procura buscar jogo fora da área e vir com a bola de tráz, disputa com Igor De Camargo (Borussia Monchengladbach) 29 anos, a titularidade no ataque da seleção. Igor de Camargo é paulista de nascimento e em 2000 foi contratado pelo Genk, em 2006 no Standard se destacou marcando 32 gols e desde 2010 atua na Bundesliga.

No momento a Bélgica ocupa a primeira colocação nas eliminatórias européias para a Copa de 2014 no Brasil, com 4 pontos e empatados com Sérvios e Croatas, num grupo que ainda conta com Escócia, Macedônia e País de Gales. Apenas a melhor seleção de cada grupo garante vaga, enquanto os segundos colocados vão para a repescagem.

Opinião do Jornaleiro

A explicação para a Bélgica estar a tanto tempo esquecida no cenário do futebol europeu e mundial se deve principalmente a liga local ser muito fraca, somente Anderlecht, Brugge, Standard e Genk tem participado com frenquencia das competições européias, e mesmo assim, sem grande destaque. Outro motivo é que somente nos últimos dois anos, os jogadores mais novos do país como Lukaku, Hazard, Witsel, Courtois tiveram a oportunidade de atuar em ligas mais fortes. Assim como a “leva” de Kompany, Vermaelen, Fellaini que há pouco tempo está disputando os principais campeonatos do mundo. A evolução do futebol belga está apenas começando, e o país tem muito a melhorar.

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 17 de setembro de 2012, em Futebol Internacional e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Se o Joinville enfrenta essa Seleção Belga, passa por cima.
    Parabéns pelo post, Flavio!
    Abraços!

  2. Belo texto. Sou fã dessa geração belga, antes de Lukaku e Hazard chegarem ao Chelsea. E sou fã também das cervas belgas.

  3. ESSA SELEÇÃO BELGA É FORTÍSSIMA, ENFRENTOU HOLANDA E GANHOU DE 4X2 NUM AMISTOSO( HOLANDA COMPLETA) ENFRENTOU ESPANHA EM AMISTOSO EMPATOU 2X2, VENCEU A FRANÇA EM BRUXELAS POR 2X1 EM AMISTOSO TAMBÉM, É PRIMEIRA COLOCADA DO GRUPO COM 7 VITÓRIAS 1 EMPATE 0 DERROTAS, ESSE ATACANTE KEVIN MIRALAS É DE UMA HABILIDADE TREMENDA NIVEL NEYMAR, E O HAZERD SEM PALAVRAS, VAMOS VER NA COPA APOSTO ATÉ QUE SE A BELGICA JOGAR COMPLETA COM VONTADE AMEAÇA FAZER FINAL NA COPA DE 2014!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: