Real e Barça empatam e decisão fica para o jogo em Camp Nou


por Pedro Domingues e Vinicius Silva

Nesta quarta feira (30), no Santiago Bernabéu, Real Madrid e Barcelona fizeram a primeira partida válida pela semi final da Copa do Rei e terminaram em igualdade, 1×1. Enquanto as estrelas de Cristiano Ronaldo e Messi ficaram apagadas, Fábregas marcou o gol dos catalães, enquanto o zagueiro Varane, melhor em campo pelos donos da casa, igualou o placar. A partida de volta será realizada dia 26 de fevereiro, no Camp Nou.

Varane empatou a partida no Bernabéu e deixa a vaga para final da Copa do Rei em aberta (Andres Kudacki/AP Photo)

Varane empatou a partida para o Real no Bernabéu e deixa a vaga para final da Copa do Rei em aberta (Foto: Andres Kudacki/AP)


Estrelas não aparecem e placar não sai do zero

O Superclássico começou agitado. Logo com um minuto de jogo, Piqué derrubou Cristiano Ronaldo e levou o cartão amarelo. Na cobrança, bela defesa do goleiro Pinto. Com uma marcação agressiva, o Real não deixava o Barcelona jogar, diminuindo os espaços e marcando no campo de ataque. Porém, em lances fortuitos, o Barça assustava. Como aos 20 minutos, quando Xavi bateu uma falta com precisão, mas parou no travessão e aos 23, quando Ricardo Carvalho recuou mal e obrigou Varane a salvar o chute de Xavi em cima da linha.

O jogo era pegado, com entradas fortes de ambos os times e com as principais estrelas sem brilhar muito. Enquanto Cristiano Ronaldo quase marcou de falta, deu belos passes e só não marcou de cabeça porque perdeu o tempo da bola, Messi pouco participou do jogo. Quando pegava na bola, o Melhor do mundo pouco produziu, o que interferiu muito no jogo do Barcelona.

Sem o brilho de CR7 e de Lionel Messi, o jogo foi disputado, mas com poucas oportunidades reais de gol para os dois times, fazendo com que o primeiro tempo ficasse no zero.

Barça abre o placar, mas Real pressiona e consegue o empate

A segunda parte mal havia começado quando Benzema e Cristiano Ronaldo tabelaram na ponta direita. O atacante francês trouxe a bola para o meio da área e arrematou por cima da meta de Pinto. O esquema tático que Mourinho armou estava funcionando muito bem e não deixava o Barça criar muitas oportunidades, mas a falha de Callejón na saída de bola fez com que os visitantes abrissem o placar. O meia afastou mal e a bola caiu nos pés de Messi, que passou de primeira para Fabregas ficar em ótima posição para marcar o primeiro gol da partida, finalizando forte no canto do gol.

Com o placar reverso, o Real passou a pressionar mais pelo empate e começou a ter mais chances agudas de marcar, enquanto o Barcelona trocava passes para encontrar espaços e ampliar a vantagem. Aos 15, Essien fez belo cruzamento, a bola quicou na pequena área e CR7, livre, cabeceou para fora, mostrando que não estava em um dia inspirado. A equipe de Mourinho começou a se soltar mais para o ataque e o meio campo ficou aberto, sendo ataque contra defesa.

Aos 21, em contra-ataque, Khedira lançou Özil, que cruzou para C. Ronaldo, mas Piqué antecipou o craque português no último momento e jogou a bola pela linha de fundo. Quatro minutos depois, Xavi fez bom lançamento para Daniel Alves, que invadiu a área e cruzou para Fábregas, sozinho, finalizar por cima. Depois, quem perdeu ótima oportunidade foi Pedro. O atacante que completou 200 jogos com a camisa do Barcelona chegou cara a cara com Diego López e deu um toque para tirar o goleiro do lance, mas acabou tirando a bola do gol.

A equipe de Jordi Roura perdeu ótimas chances e restou assistir Varane subir mais que a zaga catalã no cruzamento de Özil e testar firme para igualar o placar. Com o empate, o jogo voltou a ficar truncado e somente aos 43 houve um lance com perigo. Jordi Alba arrematou forte, mas Diego defendeu e definiu o placar final.

Ficha Técnica:

Real Madrid:
Diego López, Essien, Varane, Ricardo Carvalho e Arbeloa; Khedira e Xabi Alonso; Callejón (Modric), Özil e Cristiano Ronaldo; Benzema (Higuain). Técnico: José Mourinho.

Barcelona: Pinto, Daniel Alves, Piqué, Puyol e Jordi Alba; Busquets, Xavi e Fábregas (Thiago);  Pedro (Sánchez), Messi e Iniesta. Técnico: Jordi Roura.

Cartões amarelos:Piqué, Daniel Alves, Puyol (Barcelona) Ricardo Carvalho, Callejón, Xabi Alonso (Real)

Arbitragem: Carlos Clos Gómez (ESP), auxiliado por Jesús Calvo Guadamuro e Luis Fernando Marco Martinez.

Anúncios

Publicado em 30 de janeiro de 2013, em Futebol Internacional e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: