Na reabertura do Mineirão, Cruzeiro vence o Atlético-MG na estreia do Mineiro


por Vinicius Silva

A primeira rodada do Campeonato Mineiro de 2013 foi especial. A partida de estreia foi o tradicional clássico entre Cruzeiro e Atlético Mineiro, mas, além disso, a partida também marcou a reinauguração do Mineirão. O maior estádio de Minas Gerais foi reformado para sediar a Copa das Confederações e a Copa do Mundo. No clássico, a Raposa se deu melhor e venceu pelo placar de 2×1. Marcos Rocha contra e Dagoberto, em seu primeiro jogo com a camisa celeste, marcaram para o Cruzeiro, enquanto Araújo anotou pelo Atlético. Com o resultado, a equipe celeste figura, juntamente com o Boa Esporte e o Araxá, na liderança da competição. Já o Galo fica entre os últimos, assim como o América-MG.

Jogadores do Cruzeiro comemoram o gol de Anselmo Ramon (Foto: Washington Alves / Divulgação/Site Oficial Cruzeiro)

Jogadores do Cruzeiro comemoram o gol de Anselmo Ramon. (Foto: Washington Alves/Divulgação/Cruzeiro)


Primeiro tempo termina em igualdade

A vantagem do Atlético de ter uma equipe já entrosada se defez. O Cruzeiro, montado por Marcelo Oliveira, fez um primeiro tempo praticamente perfeito no ponto de vista tático. Os volantes celestes adiantaram a marcação e o Galo não conseguia sair com a bola no chão. Assim, os meias Araújo, Ronaldinho e Bernard não conseguiam criar nada e a força ofensiva alvinegra era praticamente nula.  Já o Cruzeiro ficava mais próximo do gol, mas a defesa atleticana fechava bem os espaços. Desse jeito, o clássico eletrizante ficou muito truncado.

Quem se destacou foi Everton Ribeiro. O meia, que veio do Coritiba e tem contrato por quatro anos, fez bela jogada pela direita e finalizou de fora da área, mas o goleiro Victor fez a defesa sem muitos problemas. A Raposa aproveitou o erro de Marcos Rocha no cruzamento de Leandro Guerreiro pela direita. O lateral direito do Galo disputou a bola com Anselmo Ramon e acabou cabeceando contra a própria meta, marcando o primeiro gol do novo Mineirão.


A vantagem celeste não durou muito e cinco minutos depois o Atlético chegou ao empate. Ronaldinho fez jogada com Bernard na cobrança de escanteio e levantou a bola na área. Após o bate rebate, Araújo fuzilou para a rede e igualou o placar. Na primeira etapa, restou ao árbitro controlar as diversas faltas das duas equipes.

Cuca e Marcelo Oliveira travam duelo nas modificações e Oliveira leva a melhor

Cuca mudou a equipe no intervalo e substituiu os dois volantes. Pierre e Donizete saíram para as entradas de Gilberto Silva e Serginho. Houve também uma modificação na postura do time, o Galo ficou mais agressivo e ficou mais próximo do segundo gol. O jogo ficou mais movimentado e surgiram muito mais chances. Aos 2 minutos, Ronaldinho levantou a bola no segundo pau e Gilberto Silva cabeceou para o meio da área. A bola sobrou do lado direito para Bernard, que finalizou forte pela rede do lado de fora. Depois, o jovem Bernard tocou para Marcos Rocha, que cruzou para Jô, mas o atacante cabeceou para fora.

Percebendo que sua equipe estava mal em campo, Marcelo Oliveira também resolveu mudar. Alisson e Dagoberto entraram no lugar de Everton e Ricardo Goulart, apagados. As mudanças deram certo e a Raposa voltou a assustar o goleiro Victor. Primeiro, o goleiro defendeu a bomba de Anselmo Ramon, mas depois nada pode fazer na cabeçada de Dagoberto. Everton Ribeiro limpou o jogo e lançou Anselmo Ramon na ponta esquerda. O atacante cruzou e Dagoberto, sozinho, só teve que empurrar para a rede.


Porém, um minuto após o gol, Leandro Guerreiro entrou de carrinho em Ronaldinho, tomou o segundo amarelo e deixou sua equipe com um homem a menos. O Atlético tentava, mas não criava muitas oportunidades e foi a Raposa quem assustou mais no restante da partida. Aos 23, Anselmo Ramon finalizou forte novamente e Victor praticou boa defesa. O único lance que o Galo assustou foi com Jô, que penetrou na área pela direita e chutou para fora. Nilton ainda teve destaque ao perder um lance cara a cara com o arqueiro alvinegro e chutar uma bola na trave. Mas o placar não se modificou e o Cruzeiro vence no primeiro clássico após a reabertura do Mineirão.

Ficha Técnica:

Cruzeiro: Fábio; Ceará, Bruno Rodrigo, Paulão e Egídio; Leandro Guerreiro, Nilton, Éverton Ribeiro (Tinga), Ricardo Goulart (Dagoberto) e Everton (Alisson); Anselmo Ramon. Técnico: Marcelo Oliveira.

Atlético Mineiro:
Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Junior Cesar; Pierre (Gilberto Silva), Leandro Donizete (Serginho), Araújo (Alecsandro), Ronaldinho Gaúcho e Bernard; Jô. Técnico: Cuca.

Cartões amarelos: Leandro Guerreiro, Anselmo Ramon e Dagoberto (Cruzeiro)  Leonardo Silva, Junior César, Leandro Donizete (Atlético Mineiro);
Cartão vermelho: Leandro Guerreiro (Cruzeiro);
Arbitragem: Cleisson Veloso Pereira (CBF/FMF) auxiliado por Márcio Eustáquio Santiago (FIFA/MG) e Guilherme Dias Camilo (Aspirante FIFA/MG).
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 03 de fevereiro de 2013 (domingo)

Confira os gols do clássico no vídeo abaixo:

Anúncios

Publicado em 3 de fevereiro de 2013, em Futebol Nacional e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: