Rafael Nadal retoma sua carreira vencedora com título do Brasil Open


por Renan Araujo 
(enviado especial à São Paulo)

O espanhol Rafael Nadal voltou a ganhar um título na carreira após quase oito meses parado para se recuperar de uma lesão. O atual número 5 do mundo conquistou o Brasil Open 2013 após derrotar o argentino David Nalbandian por 2×0, com parciais de 6/3 e 6/2, em uma hora e dezoito minutos, no estádio do Ibirapuera, em São Paulo. O título foi o 51º título do tenista e a 261ª vitória no saibro, o tenista mais vitorioso da história nessa superfície (ele tem aproveitamento de 92,8% no saibro). Esse foi o segundo título de Nadal no Brasil. Em 2005, quando estava no começo da carreira, ele ganhou o mesmo Brasil Open, o segundo título de sua carreira e deu início a uma trajetória muito vitoriosa no tênis.

Imagem

Nadal conquistou seu segundo Brasil Open na carreira e espera por uma retomada na carreira. (Foto: Renan Araujo/Jornaleiros)

O título veio após a disputa do torneio de Viña Del Mar, no Chile, quando o espanhol foi vice nas duplas e no simples. No Brasil Open, ele começou vencendo no torneio de duplas ao lado do próprio Nalbandian, mas desistiu para se poupar e se dedicar apenas ao torneio de simples. A trajetória de Nadal no torneio foi de altos e baixos, muitas vezes por conta de sua condição física, mas o tenista mostrou toda sua força para se superar e conquistar o torneio.

Na primeira partida, ele derrotou o brasileiro João Souza, o Feijão em jogo relativamente equilibrado, em que ganhou por 2×0, com parciais de 6/3 e 6/4. Nas quartas de final ele tinha pela frente o argentino Carlos Berlocq que impôs muitas dificuldades. O argentino ganhou o primeiro set por 6/3 e Nadal correu atrás da desvantagem para vencer dois sets por 6/4 e fechar o jogo. Em uma deixada curta do adversário ele chegou a sentir o joelho, preocupando o público, mas mesmo assim continuou firme em quadra.  Já nas semifinais, ele começou bem vencendo o primeiro set por 6/3, mas perdeu o segundo por 7/6 e venceu o terceiro por 6/1. Após o fim do jogo, ele reclamou de dores e até colocou dúvidas sobre suas condições físicas.

O jogo da final

Imagem

Nadal utilizou seus fortes golpes de direita para marcar seus winners contra o argentino. (Foto: Renan Araujo/Jornaleiros)

Nadal mostrou durante o jogo que continuava com a mesma firmeza e força característica de seus golpes. Porém, obviamente sua velocidade ainda não era a mesma de antes, o que o prejudicava em alguns golpes relativamente fáceis, que acabavam indo para fora. Mesmo assim, ele conseguiu se movimentar bem e decidir o jogo com sua técnica apurada. Do outro lado estava um Nalbandian, que já ganhou o Masters em 2005 e foi vice em Wimbledon, de certa forma apático e sem mostrar grandes golpes, mas ainda assim impunha dificuldades para o espanhol.

O jogo começou equilibrado, já que Nadal errava muito. Mas logo que acertou a mão com precisas bolas cruzadas e boa variação de golpes, o espanhol quebrou o serviço do adversário no sexto game e abriu boa vantagem em 4/2. Assim, ele quebrou de novo o saque do argentino em seguida e fechou o set em 6/3.

No segundo set, Nalbandian voltou mais consistente, com boas devoluções e surpreendeu Nadal após quebrar o saque do espanhol por duas vezes. Tudo parecia se encaminhar para o terceiro set quando Nadal respondeu. Com muita precisão e atitude, ele pressionou o adversário e conseguiu ganhar seis games seguidos para fechar o set em 6/3.

Nadal foi ovacionado pelo público, que torceu por ele desde o início do torneio. Após o fim do jogo especialmente as fãs mal deixavam o tenista andar para conseguir uma foto ou autógrafo. Na plateia estavam presenças ilustres como o ex-jogador Ronaldo e o lutador Anderson Silva (também muito assediados pelo público). Por outro lado, o diretor do torneio, Luis Felipe Tavares e o ministro do esporte, Aldo Rebelo, foram muito vaiados especialmente na hora da premiação.

Imagem

Ronaldo e Anderson Silva também acompanharam a final. (Foto: Renan Araujo/Jornaleiros)

Duplas

Imagem

Bruno Soares conquistou o 12º título da carreira. (Foto: Renan Araujo/Jornaleiros)

Nas duplas, o brasileiro Bruno soares se sagrou campeão ao lado do austríaco Alexander Peya ao vencer a dupla formada pelo tcheco Frantisek Cermak e o eslovaco Michal Mertinak por 2×1, com parciais de6/7, 6/2 e 10-7. O mineiro agora é tricampeão do Brasil Open, já que havia ganhado também em 2011 e 2012. Esse é o 12º título da carreira do brasileiro, que se tornou o maior recordista brasileiro de títulos conquistados em duplas como profissional. O título foi muito comemorado pela torcida brasileira. 

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 17 de fevereiro de 2013, em Jornaleiros On the Road e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: