Embalado pela torcida, Palmeiras vence o Libertad e se classifica na Libertadores


por Paulo Semicek

O Palmeiras venceu o Libertad, do Paraguai, por 1 a 0, pela fase de grupos da Copa Libertadores da América. Com o gol do volante Charles e diante de um Pacaembu lotado, o alviverde conseguiu a classificação para a próxima fase do torneio, com uma rodada de antecedência. Já o Libertad decide contra o Tigre, da Argentina, sua vaga nas oitavas de final.

Jogo truncado no primeiro tempo

O Palmeiras começou o jogo empurrado pelos mais de 35.000 presentes no estádio. O time alviverde demonstrou muita vontade no início do jogo, mas pecava pela ansiedade. Henrique teve uma boa chance, mas cabeceou para fora. As principais jogadas saíam da velocidade de Wesley e Vinícius, mas a equipe esbarrava na boa defesa paraguaia.

No Libertad, o entrosamento do time, que há cinco anos mantém a mesma base, marcava com vigor, especialmente com o ex-Inter Guiñazu. No entanto, os paraguaios ficaram muito acuados, e quando arriscaram uma jogada ofensiva, a finalização saiu fraca. Não foi um grande primeiro tempo, muito mais disputado nas faltas do que nos bons lances.

Bravura palmeirense dá resultado

Logo aos sete minutos do segundo tempo, a vontade alviverde surtiu efeito. Wesley arriscou o chute, mas Charles interveio e dominou a bola, e logo depois chutou entre as pernas do goleiro, abrindo o placar para o Palmeiras. O gol aliviou o time, que tentava de todo o jeito a vitória.

Mas aos 16 minutos, Wesley levou o segundo cartão amarelo, e foi expulso. Com um jogador a menos, o Palmeiras teve que se refazer em campo, e tomar mais cuidado para não ceder ao empate. Porém, o jogo estava sempre muito pegado, e o Libertad não soube aproveitar a superioridade numérica em campo. No fim, o Verdão segurou firme a vitória, e a classificação antecipada para as oitavas de final.

Opinião do Jornaleiro

Foi uma vitória de encher de orgulho o torcedor palmeirense. Orgulho que estava ferido, com aquele 6 x 2 para o Mirassol. O pacto feito pelos jogadores para que isso não acontecesse de novo deu resultado. O Palmeiras não é um primor de técnica e tática, nem de habilidade. Mas compensa isso na raça e na dedicação do jovem grupo. Sendo a Libertadores um torneio que exige muita raça e vontade de vencer, isso pode levar os palmeirenses longe no campeonato. Algo que nem os torcedores talvez imaginassem.

Sobre o jogo, foi a tranquilidade, mesmo que em um ambiente nervoso, que deu a vitória ao Palmeiras. Se faltou a jogada certa no primeiro tempo, ela veio com o gol no segundo, mas a expulsão foi a prova de fogo para essa equipe. Soube jogar contra um time experiente, mas que foi pouco eficaz. O Libertad tem como arma o seu entrosamento em campo, e deve levar a segunda vaga do grupo.

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 12 de abril de 2013, em Libertadores 2013 e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: