Copa Bridgestone Libertadores 2013 – Classificação final dos grupos


por Pedro Domingues

Com o final da fase de grupos da Copa Bridgestone Libertadores da América, o Jornaleiros do Esporte faz novamente uma análise dos grupos da competição, mas desta vez destacando os classificados para as oitavas de final.

Com os confrontos já definidos, o Jornaleiros trará em breve para você todos os detalhes dos cruzamentos das oitavas da Libertadores.

Grupo 1 – 1˚ – Nacional (URU), 2˚ – Boca Juniors (ARG), 3˚ – Toluca (MEX) e 4˚ – Barcelona (EQU)

No grupo 1, deu a lógica. Com os favoritos bem definidos, Nacional e Boca Juniors fizeram valer o favoritismo e se classificaram, em primeiro e segundo, respectivamente. A força dos dois tradicionais times pôde ser observada na classificação antecipada dos dois times para a próxima fase.

Grupo 2 – 1˚- Palmeiras, 2˚ – Tigre (ARG), 3˚ – Libertad (PAR) e 4˚ – Sporting Crystal (PER)

Em um grupo complicado, o Palmeiras fez valer o peso de sua camisa. Com um time de garotos e jogadores contratados que estavam encostados em outros times, o Verdão contou com a ajuda da torcida e se classificou com uma rodada de antecedência.

Com um time forte, o Libertad parecia garantir seu o primeiro lugar do grupo com sua boa campanha, mas após perder para o Palmeiras, o time paraguaio decidiu a vaga nas oitavas em casa contra o Tigre. E a grande atuação do craque argentino Botta, o vice-campeão da Copa Sul-Americana venceu por 5×3 e eliminou o Libertad.

Grupo 3 – 1˚ – Atlético Mineiro, 2˚ – São Paulo, 3˚ – Arsenal (ARG), 4˚ – The Strongest (BOL)

O grupo 3 possuia favoritos claros. Atlético Mineiro e São Paulo eram os times mais fortes e ninguém esperava algo diferente que a classificação dos dois times. E o esperado aconteceu, mas não como o Tricolor paulista esperava.

Com um grupo dominado pela Galo, que venceu 5 das 6 partidas, a disputada pela segunda vaga foi até a última rodada e o favoritismo São Paulino só foi concretizado porque o Arsenal venceu o The Strongest e tirou o time boliviano da próxima fase.

O grupo 3 ainda traz uma curiosidade interessante. Com o domínio total do Atlético Mineiro, o Galo terminou na primeira colocação geral, enquanto o São Paulo foi o pior dos 16 classificados para as oitavas. Deste modo, mineiros e paulistas se enfrentam novamente, desta vez na fase de mata-mata. Tudo para termo um grande jogo.
Grupo 4 – 1˚ – Vélez Sarsfield (ARG), 2˚ – Emelec (EQU), 3˚ – Peñarol (URU) e 4˚ – Deportes Iquique (CHI)

Grande favorito, o Vélez fez a sua parte. Classificado em primeiro o time argentino ainda definiu o segundo colocado do grupo. Ao empatar com o Emelec na última rodada, o Vélez Sarsfield acabou eliminando o Peñarol, outro favorito a vaga no grupo 4. Além da ajuda argentina, o Emelec se mostrou um time forte, e que pode complicar na fase de mata-mata.

Grupo 5 – 1˚ – Corinthians, 2˚ – Tijuana (MEX), 3˚ – San José (BOL) e 4˚ – Milionarios (COL)

Apesar de ser amplo favorito, o Corinthians não teve vida fácil. O bom time do Tijuana ameaçou roubar a primeira posição do atual campeão da Libertadores, mas Guerrero, Paulinho e cia fizeram valer a força do time corintiano e garantiram a primeira classificação.

Um dos times que se candidatava a classificação, o Milionários decepcionou. Apesar da qualidade do time do Tijuana, o time colombiano deixou a desejar por ser um time experiente em competições sul-americanas e terminou na lanterna do grupo 5.

Grupo 6 – 1˚- Santa Fé (COL), 2˚ – Real Garcilaso (PER), 3˚ – Tolima (COL) e 4˚ – Cerro Porteño (PAR)

Zebras. Essa é a palavra que pode definir o grupo 6. Com Cerro Porteño e Tolima como os favoritos, por conta da tradição da equipe paraguaia e do histórico do Tolima, que já eliminou o Corinthians em 2011, quem mandou no grupo foi o Santa Fé. Líder, o time comlombiano ficou na segunda posição geral e promete aprontar nas oitavas de final.

Já a segunda vaga fica com o Real Garcilaso. Time fundado apenas em 2009, os peruanos fizeram valer a altitude e garantiram um lugar na próxima fase da Libertadores.

Grupo 7 – Olimpia (PAR), Newell’s Old Boys (ARG), Universid de Chile (CHI) e Deportivo Lara (VEN)

Com duas vagas para três times, o grupo 7 era tido como um dos mais complicados da primeira fase. Porém, não para o Olimpia. O tradicional time paraguaio se classificou na primeira posição isolada, mostrando um bom futebol e construindo placares elásticos.

Favoritos, Newell`s e La U brigaram ponto a ponto pela segunda vaga. Porém, o time mais experiente argentino fez a diferença, e com os mesmo 9 pontos da Universidad do Chile, se classificou para as oitavas por ter marcado mais gols que a equipe chilena.

Grupo 8 – 1˚ – Fluminense, 2˚ – Grêmio, 3˚ – Huachipato (CHI), 4˚ – Caracas (VEN)

O grupo 8 pode ser considerado um grupo atípico na Libertadores 2013. Com Fluminense e Grêmio favoritos absolutos, uma ‘regra’ do grupo quase complicou os brasileiros: quase ninguém ganha em casa. Com a maioria dos jogos sendo vencidos pelos visitantes, o grupo 8 só foi decidido na última rodada, com o Grêmio empatando o Huachipato, fora de casa e com o Fluminense conseguindo sua primeira vitória como mandante contra o Caracas.

Apesar das dificuldades, a dupla brasileira é forte candidata ao título da competição.

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 24 de abril de 2013, em Futebol Internacional e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: