Lewandowski dá show e Borussia massacra o Real Madrid


por Jordan Marciano

O futebol alemão deu um grande passo em busca da decisão da Uefa Champions League (UCL). Depois do show do Bayern de Munique contra o Barcelona, o Borussia Dortmund aniquilou o Real Madrid, no Signal Iduna Park, nesta quarta-feira (24). A equipe de Jurgen Klopp pode até perder por 2 a 0 na Espanha que segue vivo na caça ao título mais importante da Europa. Nada disso teria acontecido sem a participação brilhante de Robert Lewandowski, que balançou as redes 4 vezes e fez história. Do lado merengue, Cristiano Ronaldo conseguiu apenas um gol fora de casa.

(O polonês passou por Pepe durante o primeiro dos seus quatro gols no jofo\Foto: Divulgação Borussia Dortmund)

O polonês passou por Pepe durante o primeiro dos seus quatro gols no jogo. (Foto: Divulgação/Borussia Dortmund)

Borussia marca, mas falha da sua defesa permite o empate merengue

Por jogar com o incentivo de sua torcida, o Borussia iniciou com domínio da partida e controle da posse de bola. O Real sentiu a pressão e demonstrou nervosismo, o que resultou em duas chances para os mandantes e o primeiro gol do jogo. Na marca de 7 minutos, Marco Reus avançou pelo meio de campo e chutou rasteiro, Diego Lopez espalmou.

Dois minutos mais tarde, Gotze fez o levantamento pela esquerda na direção de Lewandowski, que ganhou do zagueiro Pepe, tocou no fundo das redes e saiu em festa com a torcida no Iduna Park (1-0). Depois da finalização certeira, os donos da casa diminuíram o ritmo de pressão e favoreceram os ataques madrilenhos, os quais ganhavam melhor estrutura com a participação de Fabio Coentrão e Cristiano Ronaldo, no lado esquerdo.

Enquanto isso, o time de Dortmund abusou de faltas na intermediária defensiva, o que trouxe riscos de sofrer o empate. Em uma das infrações, aos 24, Ronaldo bateu a falta na entrada da área alemã e obrigou Weidenfeller a espalmar e afastar o perigo. A resposta contra os espanhóis ocorreu por volta dos 31, quando Blaszczykowski driblou marcadores na direita, entrou na grande área e teve a chance de ampliar o placar. Porém, o atacante Higuaín ajudou a defesa merengue e não deixou que o adversário finalizasse.

O confronto estava equilibrado e o Borussia administrava a vantagem sem maiores riscos. Entretanto, aos 42 minutos, uma falha da defesa custou o gol de empate de Cristiano Ronaldo. Hummels tentou recuar ao seu guarda redes, mas tocou fraco e nos pés de Higuaín, que esperou Weidenfeller sair da meta para rolar de lado. CR7, com o gol aberto, deu um toque simples e saiu em comemoração com seus companheiros, a muralha amarela se silenciou por alguns instantes (1-1).

Lewandowski marca mais 3 e deixa o Real com chances remotas de classificação

Os visitantes tinham tudo para aproveitar a desconcentração dos donos da casa e arrancar a virada. Porém, o atacante Lewandowski ditou o andamento da segunda etapa em favor do Borussia. Logo aos 5 minutos, Reus bateu cruzado e a bola sobrou nos pés de Lewandowski. O polonês dominou, deu um toque e colocou o time de Jurgen Klopp em vantagem outra vez. A zaga madrilenha reclamou de posição irregular, mas o árbitro não revogou sua decisão (2-1).

Com o segundo gol, o lado psicológico entrou em campo e fez diferença na partida, pois os galácticos ficaram irritados com um possível impedimento e se desestabilizaram com a bola no pé. Enquanto isso, o Borussia jogou o seu futebol com naturalidade e contou com a inspiração de Lewandowski para criar a goleada em Dortmund. Na marca de 10, o camisa 9 ficou com a sobra após o chute de Schmelzer, passou com facilidade por Pepe e mandou a bomba indefensável  (3-1).

A equipe de Madrid precisava de pelo menos mais um tento, na esperança de precisar de 1 a 0 no jogo de volta e avançar à decisão da UCL, mas os mandantes não davam chances ao adversário. Na marca de 16, Gündogan passou por um zagueiro, deu a meia-lua em Sérgio Ramos e finalizou com categoria. A bola só não morreu nas redes espanholas porque Diego Lopez deu um tapa de mão trocada e jogou em escanteio. Aos 21, a muralha amarela pulou de felicidade em outro lance. Xabi Alonso derrubou Marco Reus dentro da área e o árbitro assinalou penalidade para o Borussia. Lewandowski encheu o pé no meio do gol e saiu com o sorriso de quem fez história ao ser o único jogador a marcar 4 gols na semifinal da Champions (4-1).

A última chance dos visitantes ocorreu com Varane. Aos 47, Kaká fez o cruzamento e o zagueiro conseguiu uma finalização que passou raspando na trave direita de Weidenfeller.

FICHA TÉCNICA
BORUSSIA DORTMUND  4 X 1  REAL MADRID

Local: BVB, em Dortmund (ALE)
Data-Hora: 24/4/2013 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Björn Kuipers (HOL)
Auxiliares: Sander van Roekel (HOL) e Erwin Zeinstra (HOL)
Cartões amarelos: Khedira, Sergio Ramos e Özil (REA); Lewandowski (BOR)

Gols: Lewandowski – 7’/1ºT (1-0), Cristiano Ronaldo – 42’/1ºT (1-1), Lewandowsk  – 5’/2ºT (2-1),  Lewandowsk  – 10’/2ºT (3-1) e Lewandowski  – 21’/2ºT (4-1)

BORUSSIA DORTMUND: Weidenfeller, Piszczek (Grosskreutz – 37’/2ºT), Subotić, Hummels e Schmelzer; Bender, Gündoğan (Schieber – 46’/2ºT), Götze, Reus e Błaszczykowski (Kehl – 36’/2ºT); Lewandowski

Técnico: Jürgen Klopp.

REAL MADRID: Diego López, Sergio Ramos, Varane, Pepe e Fábio Coentrão; Khedira, Xabi Alonso (Kaká – 34’/2ºT), Özil, Modrić (Di Maria – 23’/2ºT) e Cristiano Ronaldo; Higuaín (Benzema – 23’/2ºT)

Técnico: José Mourinho.

Anúncios

Publicado em 24 de abril de 2013, em Champions League 12/13 e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: