Apesar de perder a invencibilidade no returno, Furacão conta com ajuda do Coritiba para conquistar o título


por Pedro Domingues

Precisando apenas vencer para ser campeão, o Atlético esbarrou em um Operário bem organizado e querendo vencer.Porém, o Furacão se comportava bem em campo, marcando adiantado e levando perigo no ataque.

Capitão Renan Foguinho levanta o troféu do segundo turno. (Foto: Divulgação/Atlético-PR)

Mas contando com o apoio da torcida, o Fantasma não se intimidou com a postura ofensiva atleticana e abriu o placar com Paulo Sérgio. Precisando vencer para não depender de outros resultado, o Furacão partiu de vez para cima, e após boa defesa do goleiro Serginho após cabeçada de Renan Foguinho, o artilheiro atleticano Douglas Coutinho aproveitou cruzamento na área e marcou seu 12˚ gol no campeonato.

Com o empate, o Atlético se empolgou e passou a pressionar o Operário. Com Edigar Junio jogando bem, o time sub-23 criava boas oportunidades, mas também as desperdiçava facilmente. Deste modo, o empate se manteve até o fim do primeiro tempo.

No começo da segunda etapa, esperava-se um Atlético ofensivo e em busca do gol, mas aconteceu bem o contrário. Recuado, o Rubro-negro era pressionado pelo time de Ponta Grossa e via Santos trabalhar muito para evitar o segundo gol do Operário.

Porém, a insistência do time da casa foi premiada. Mais uma vez o camisa 9 Paulo Sérgio recebeu na área e colocou o Operário em vantagem. Totalmente acuado, o Atlético mostrava que havia sentido o golpe e era envolvido pelo bom toque de bola do Fantasma.

E se o Operário jogava bem, o Furacão errava muito e em um desses erros, Paulo Sérgio aproveitou para marcar seu terceiro gol no jogo. Após saída equivocada do sistema defensivo rubro-negro, o camisa nove recebeu na cara de Santos e bateu no canto para fazer Operário 3×1.

Sabendo da vitória do Coritiba sobre o Londrina, o time atleticano parecia ter desistido do jogo em Ponta Grossa, e levava um verdadeiro baile ao som de olé da torcida do Fantasma. E para fechar a tarde com chave de ouro, Renan Foguinho cometeu um pênalti no mínimo duvidoso, para que Sandro cobrasse e no rebote do goleiro Santos, fizesse o quarto gol do alvinegro.

Mesmo com a derrota, o Atlético Paranaense garantiu o título do segundo turno graças ao seu rival Coritiba, que venceu o vice-líder Londrina e fez com que o Furacão garantisse seu lugar na final do campeonato. Já o Operário, com a goleada em cima do Atlético, garantiu seu lugar na final do interior, mas não conseguiu uma vaga na Série D do Brasleirão e não tem mais calendário em 2013.

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 28 de abril de 2013, em Futebol Nacional e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: