Nos pênaltis, Santos se classifica para a final do Paulistão e vai em busca do tetra


por Pedro Melo

Assim como aconteceu nas quartas de final contra o Palmeiras, o Santos precisou das penalidades para garantir a sua vaga na decisão do Campeonato Paulista. Empate no tempo normal em 1 a 1 e 5 a 4 nas cobranças de pênaltis contra o Mogi Mirim.

Roni marcou para o Mogi e Edu Dracena empatou para o Santos. Nos pênaltis, Cícero, André, Neymar, Léo e Edu Dracena converteram para o time santista (Miralles e Renê Júnior desperdiçaram). Já no lado do Mogi Mirim, Tiago Alves, Roger Gaúcho, Wagninho e Val acertaram (Juninho, Carlos Alberto e Roni perderam).

Agora o time santista vai em busca de um inédito tetracampeonato no estadual e agora espera o vencedor do clássico entre São Paulo e Corinthians que se enfrentam neste domingo, às 16h, no Morumbi.

Caso enfrente o São Paulo, a primeira partida será na Vila Belmiro e o segundo jogo no Morumbi. Mas se o adversário for o Corinthians, o Santos tem a vantagem de ser o mandante da segunda partida.

O jogo

O Mogi Mirim sentiu a pressão de estar disputando pela primeira vez uma semifinal e viu o Santos começar melhor a partida. Com apenas três minutos Edu Dracena quase abriu o placar, mas o zagueiro santista parou no goleiro Daniel.

A equipe da casa começou a crescer na partida a partir dos 20 minutos, mas tinha dificuldades em criar uma ótima oportunidade de gol, assim como acontecia com o Santos. Tanto que em 30 minutos, apenas duas finalizações no jogo.

Mas o jogo começou a crescer e o Mogi chegou ao seu gol no final da primeira etapa. Val fez o cruzamento na área e Roni aproveitou o vacilo de Felipe Anderson na marcação e cabeceou para o fundo das redes.

Mesmo com a vitória parcial, o time mandante não se encolheu na segunda etapa e criou duas boas oportunidades, mas em ambas o goleiro Rafael acabou salvando a equipe do Santos.

Depois de quase levar o segundo gol, o Santos foi para cima, colocou André no lugar de Montillo, que saiu machucado, mas tinha dificuldades em furar a boa marcação da equipe do Mogi Mirim.

Porém, na única excelente chance em que teve na segunda etapa, o Santos chegou ao empate com o zagueiro Edu Dracena, de cabeça, após cruzamento do atacante Miralles.

Após o jogo ficar empatado, as duas diminuíram o ritmo e o primeiro finalista do Paulistão foi decidido nas penalidades máximas.

Nas cobranças de pênaltis, o goleiro Rafael se destacou mais uma vez e defendeu duas as cobranças de Roni e Carlos Alberto e mais uma vez foi fundamental para garantir a vaga santista na final.

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 4 de maio de 2013, em Futebol Nacional e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: