Fluzão reverte a má situação contra o Emelec e segue vivo na Libertadores


por Jordan Marciano

Depois de perder fora de casa por 2-1, o Fluminense garantiu a classificação para as quartas de final da Libertadores. Com gols de Fred e Carlinhos, o time carioca venceu o Emelec, na noite desta quarta-feira (08), no estádio São Januário. O jogo foi marcado pelo cansaço brasileiro na etapa complementar e duas expulsões dos equatorianos, que abusaram das faltas durante a partida. Os brasileiros agora jogam na próxima fase com o vencedor de Olimpia e Tigre.

Fluminense-x-Emelec

Emelec tenta segurar, mas Fred marca de cabeça e muda a história da partida

O Fluminense começou em campo com toda a sua força para reverter a desvantagem estabelecida no equador. Mas a primeira jogada de perigo ocorreu por parte dos visitantes. Aos 15 minutos, Thiago Neves errou o passe e deixou com De Jesus, que invadiu a grande área e chutou nas mãos de Diego Cavalieri. Aos 22, o meia se redimiu, depois do cruzamento de Carlinhos. Neves tocou de cabeça e o guarda redes espalmou, o que evitou o primeiro gol da partida.

O Fluzão cresceu e não deixou o Emelec gostar do jogo. Por isso, aos 28, o artilheiro carioca deu alegrias ao time da casa. Jean realizou a cobrança da falta e Fred testou com categoria, sem dar chances ao goleiro Dreer (1-0). O resultado dava a vaga nas quartas para o Fluminense, que administrou o placar com toques no meio de campo e na procura de manter a posse de bola. Os visitantes, por outro lado, se mostraram ansiosos. O time de Guayaquil cometeu número elevado de faltas.

Na marca de 39, o tricolor quase ampliou. Jean bateu o escanteio e Leandro Euzébio cabeceou por cima da meta. O mesmo zagueiro, que havia feito um gol contra no equador, parou um contra ataque do Emelec, que poderia causar perigo contra o Fluzão, aos 42 minutos.

Fluzão perde o ritmo, mas expulsões equatorianas determinam o resultado

Durante a segunda etapa do jogo, o Fluminense se estagnou no gramado. Com visíveis sinais de cansaço, os mandantes não conseguiam criar ataques e eram neutralizados pelo meio de campo visitante. Aos 5 minutos, Quiñonez driblou Wagner, entrou na área brasileira e finalizou. A bola desviou no lateral Carlinhos e quase enganou o guarda redes do Fluzão.

O time carioca começou a errar passes simples, o que facilitava o trabalho de marcação do adversário. Confiante na volta do intervalo, o Emelec percebeu que de tanto pressionar, o gol de empate aconteceria de forma natural. Mas o Fluminense fazia o possível em sua defesa e não deixava que Diego Cavalieri tivesse maiores problemas. Abel Braga realizou algumas substituições para renovar o fôlego da sua equipe. Rhayner entrou bem na partida, no lugar de Thiago Neves, e quebrou a lentidão do tricolor.

A situação do Emelec se complicou por volta dos 33 minutos, quando Gabriel Achillier acertou o corpo de Wagner, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso do gramado. Depois de tanto solicitar, Fred foi substituído aos 36 minutos por Samuel, que unido com Rhayner e Wellington Nem, melhorou e conseguiu equilibrar as ações na metade do gramado. O Emelec, abalado com a primeira expulsão, não parava de cometer infrações. Em uma delas, aos 37, Pedro Quiñonez tomou o cartão vermelho, após chegar atrasado em Rhayner.

Com isso, o Fluminense matou o jogo aos 39 minutos. Os equatorianos partiram ao ataque e perderam a bola, o que iniciou o contra ataque do adversário. No lance, Nem jogou para Samuel, que lançou Rhayner na ponta direita. O meia disparou para a linha de fundo e deu a assistência para Carlinhos, que tocou para as redes e garantiu a classificação carioca (2-0).

FICHA TÉCNICA:
FLUMINENSE 2-0 EMELEC

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 08/05/2013 – 22h00 (de Brasília)
Árbitro: Victor Hugo Carrillo (PER)
Auxiliares: Jonny Bossio (PER) e César Escano (PER)

Renda/público: R$ 14.469 presntes / pagantes: R$ 449,060,00
Cartões amarelos: Achilier (EME); Bagüi (EME); Wila (EME); Narváez (EME); Quiñonez; Thiago Neves (Flu)
Cartões vermelhos: Achilier (EME); Quiñonez (EME)
GOLS: Fred 28’/1°T (1-0); Carlinhos 39’/2ºT

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno (Diguinho 25’/2°T), Digão, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Jean, Wágner e Thiago Neves (Rhayner 21’/2°T); Wellington Nem e Fred (Samuel 37’/2°T). Técnico: Abel Braga

EMELEC: Dreer; Narváez, Achilier, Nasuti e Bagüi; Pedro Quiñonez, Wila (Zeballos 25’/2°T), Valencia (Caicedo 16’/2°T), Jimenez e Mondaini; De Jesus. Técnico: Gustavo Quinteros

Anúncios

Publicado em 9 de maio de 2013, em Libertadores 2013 e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: