Corinthians vence Santos por 2 a 1 e precisa de apenas um empate no próximo jogo para ser campeão


por Heron Torquato

Corinthians e Santos se enfrentaram hoje (12), no Pacaembu em partida válida pelo primeiro jogo da final do campeonato Paulista. O Corinthians acabou construindo uma boa vantagem para o segundo jogo, ao vencer por 2 a 1 com gols de Paulinho e Paulo André. O Santos se mantém vivo após Durval ter diminuído a vantagem corinthiana. Para ser campeão, o Santos tem que vencer por dois gols de diferença, se vencer por apenas um o jogo vai para os pênaltis. E o Corinthians tem a vantagem de empate. 

Paulo André comemora o segundo gol do Corinthians na partida. (Foto: Reprodução/Globoesporte.com)

Paulo André comemora o segundo gol do Corinthians na partida. (Foto: Reprodução/Globoesporte.com)

Domínio Corinthiano 

Três vezes seguidas campeão do campeonato Paulista, o Santos entrou em campo motivado para conquistar o quarto título consecutivo. Mas foi o Corinthians quem ditou o ritmo do primeiro tempo.

Com uma marcação no campo ofensivo, o Corinthians pressionava a saída de bola do Santos, fazendo com que o peixe perdesse a posse de bola. Com a bola no pé, o timão trocava passes no meio de campo buscando jogadas com Emerson e Romarinho pelas laterais do campo. E os primeiros lances de perigo começaram a acontecer pelo lado do Corinthians, com chutes de fora da área.

A pressão e o domínio corinthiano seguiram, e a pressão finalmente se converteu em gol, com Paulinho, no fim do primeiro tempo. O volante ainda assustou a torcida santista mais uma vez com um belo chute de fora da área que acertou o travessão.

Substituições de Muricy fazem efeito e Santos melhora

No intervalo, Muricy Ramalho mexeu no time, tirou Marcos Assunção para colocar Felipe Anderson e Miralles para a entrada de André. As modificações surtiram efeito, e o Santos começou a controlar um pouco mais a bola, equilibrando o jogo. A intensidade do Corinthians continuou e o time comandado por Tite teve duas incríveis chances para aumentar o placar com Emerson, mas o atacante parou em Rafael.

Neymar, que ficou sumido no primeiro tempo, começou a ter espaço no segundo tempo, e consequentemente, dar trabalho para a defesa do Corinthians, jogando nas costas do Alessandro.  O jogo seguiu equilibrado, com ambas equipes tendo chances para marcar. E quem balançou as redes novamente foi Paulo André. Após bate e rebate dentro da área, a bola sobrou limpa para o zagueiro que bateu de primeira ampliando o placar.

Com o gol sofrido, o Santos se soltou mais ao ataque, e melhor em campo, começou a pressionar o Corinthians. E  só não diminuiu a vantagem porque Cássio fez duas belas defesas, uma em um chute de Cícero em que o arqueiro contou com a sorte também e a bola bateu na trave após sua defesa, e outra após cabeçada de Neymar.  

Mas após cruzamento da direita, Durval subiu mais que a defesa adversária para cabecear a bola para dentro do gol e diminuir a vantagem, sem chances para o goleiro. No fim, Alexandre Pato, que entrou no lugar de Guerrero, chegou a balançar as redes de Rafael, mas impedido, o gol foi invalidado corretamente. 

Opinião do Jornaleiro

O Corinthians começou o primeiro tempo a todo vapor, dominando completamente o time do Santos que com apenas um armador e três volantes, apenas marcava seu adversário, sem criar nenhuma chance de gol. Perdendo de 1 a 0, o Santos voltou diferente, com André e Felipe Anderson, que deram mais movimentação e criação ao time santista. Mas ainda assim o Corinthians teve as melhores chances, perdendo três incríveis gols, dois com Emerson e um com Paulinho. E apesar de ter feito o segundo com Paulo André, acabou sofrendo o merecido gol marcado por Durval para o Santos, que tentava mas parava em Cássio. 

Melhor em campo: Paulinho

Ficha Técnica

Corinthians 2 x 1 Santos

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 12/5/2013 – 16h00
Árbitro: Wilson Luiz Seneme(SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Anderson Jose de Moraes Coelho (SP)

Renda/Público: R$ 1.497.642,00/38.505 total
Cartões Amarelos: Paulo André (COR); Cícero, Léo (SAN)
Gols Paulinho, aos 41′ do 1ºT  e Paulo André, aos 29′ do 2ºT (CO); Durval, aos 36′ do 2ºT (SAN)

Corinthians: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Romarinho (Edenílson) Emerson e Guerrero (Pato). Técnico: Tite.

Santos: Rafael Cabral; Bruno Peres, Edu Dracena, Durval e Léo; Renê Júnior, Arouca, Marcos Assunção (Felipe Anderson) e Cícero; Miralles (André) e Neymar. Técnico: Muricy Ramalho

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 12 de maio de 2013, em Campeonato Paulista 2013 e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Favor checar o regulamento abaixo….. Santos 1×0.= Santos Campeão,

    “empate em pontos na decisão” = a) Maior número de vitórias;” (Santos 44 pontos – Curintia 41)

    Final
    A final será disputa em partidas de ida e volta, com a equipe de melhor campanha nas fases anteriores realizando o segundo jogo como mandante.

    Em caso de empate em pontos ganhos na decisão, os critérios de desempate são, nesta ordem:
    a) Maior número de vitórias;
    b) Maior saldo de gols;
    Persistindo a igualdade, a decisão vai para a disputa de pênaltis.

    • Caro leitor, muito obrigado por sua interação. Mas conforme previsto no site da FPF “Art. 10 – A fase final da Competição será disputada pelos 02 (dois) Clubes classificados
      na fase semifinal, que disputarão entre si em jogos de turno e returno, sagrando-se
      campeão aquele que somar o maior número de pontos ganhos, considerados
      exclusivamente os resultados obtidos nesta fase, observando-se, caso necessário, os
      critérios de desempate previstos neste REC.”

      Ou seja, a informação do texto está correta, pois a única vantagem da melhor campanha Santista na primeira fase é o segundo jogo na Vila Belmiro, e para ser campeão o Santos precisa vencer (para igualar em número de pontos), e com vantagem de mais de dois gols de diferença (para superar o saldo do Corinthians na final). Caso permaneça iguai o número de pontos e o saldo de gols, disputa por pênaltis.

      Abraços!
      Heron Torquato.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: