Especial Copa das Confederações: Salvador


por Renan Araujo

Salvador, a capital do estado da Bahia, foi a primeira cidade a ser fundada no Brasil em 1549 e a primeira capital do Brasil. Salvador se tornou a primeira cidade a ser explorada pelos portugueses e por diversos outros imigrantes, assim como a primeira a receber escravos no país. Por isso, possui uma grande diversidade cultural que marca a cidade. A capital da Bahia possui 2,7 milhões de habitantes, sendo o terceiro mais populoso do país, e sediará jogos importantes da Copa das Confederações e da Copa do Mundo.

pelourinho

O Pelourinho é um dos pontos turísticos mais conhecidos de Salvador (Foto: Fernando Dallacqua)

Salvador é uma das cidades turísticas mais visitadas do país. Possui monumentos históricos e marcantes como o Pelourinho (parte do centro histórico que é patrimônio histórico da humanidade pela UNESCO desde 1985), o Elevador Lacerda, o Farol da Barra, o Mercado Modelo e a divisão da Cidade Alta e Baixa. Também possui o Carnaval mais conhecido do mundo tendo o axé como ritmo principal. Também é muito predominante a cultura negra, vinda dos escravos e descendentes,  que possui costumes típicos, como a dança da capoeira, o candomblé, o samba de roda (que deu origem ao samba mais conhecido) e a culinária típica, que possui pratos como o acarajé e o vatapá.

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Diversos nomes extremamente conhecidos ajudaram a difundir o nome de Salvador pelo mundo, seja por meio das artes, da literatura ou da política como Gregório de Matos, Rui Barbosa, Castro Alves, Dorival Caymmi, Jorge Amado e Gilberto Gil (é bom lembrar que nem todos nasceram na cidade) e recebem homenagens pela cidade devido a suas obras.

O Estádio

O Estádio Octávio Mangabeira, mais conhecido como Fonte Nova, foi o símbolo do Estado por muitos anos. Inaugurado em 1951, recebeu jogos marcantes como o que deu o título do Bahia da Taça Brasil em 1959 e que marcou a campanha do time para o título do Campeonato Brasileiro de 1988. O Vitória também já mandou jogos no estádio e ganhou títulos como o da Copa Nordeste. A seleção brasileira também jogou partidas amistosas e jogos da Copa América de 1983 e 1989 no local.

Implosão do antigo Fonte Nova (Foto: Agência A Tarde)

Implosão do antigo Fonte Nova (Foto: Agência A Tarde)

Mas em 2007, uma tragédia marcou a história do estádio. Em um jogo entre Bahia e Vila Nova pela série C do Brasileirão, uma parte da arquibancada superior desabou e sete pessoas morreram na hora. O local ficou interditado e foi implodido em 2010 para a construção do estádio que receberá os jogos da Copa.

A nova Fonte Nova terá capacidade para mais de 56 mil pessoas e manteve algumas de suas características originais. Agora, também abrigará shoppings, hotéis, um restaurante e será utilizada para outros eventos.O nome oficial do estádio será Itaipava Fonte Nova, por conta do contrato de naming rights com a empresa. O estádio receberá três jogos da Copa das Confederações e seis da Copa do Mundo, sendo um das oitavas de final e um das quartas.

Itália x Brasil – 22/06

Nigéria x Uruguai – 20/06

Disputa pelo terceiro lugar – 30/06

A Obra

O Estádio foi oficialmente inaugurado no dia 5 de abril e foi o terceiro estádio a ficar pronto. O jogo inaugural do estádio foi na partida em que o Vitória venceu o Bahia por 5×1. O custo previsto da obra era de R$ 591,7 milhões, mas o custo total foi de R$ 689,4 milhões, com dinheiro vindo do Governo Estadual e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES). A gestão do estádio será feita pela OAS e a Odebrecht, responsáveis pelo andamento o andamento das obras.

O novo estádio (Foto: Fonte Nova)

O novo estádio (Foto: Fonte Nova)

Antes da inauguração do estádio houve muita confusão para a venda de ingressos para o primeiro jogo oficial no novo estádio, especialmente entre os torcedores do Bahia e os policiais. Nas duas visitas do secretário-geral da Fifa, Jerôme Valcke, as obras foram aprovadas e desde o começo a cidade já se confirmava como sede da Copa das Confederações. Apesar disso, houve críticas sobre as ruas em torno do estádio, que Valcke considerou como muito estreitas.

Apesar de ter sido entregue, ainda há obras em alguns locais pontuais do estádio para reparar os últimos detalhes. Também precisam ser finalizadas algumas obras de mobilidade urbana pela cidade, como o metrô e o Terminal Marítimo. Algumas delas devem ficar prontas apenas para a Copa do Mundo.

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 13 de maio de 2013, em Especiais. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: