TUF Brasil 2 – Patolino nocauteia e se torna o primeiro semifinalista da casa


por Jordan Marciano

Durante a primeira luta das quartas de final do The Ultimate Fighter Brasil 2, exibido neste domingo (12), William Patolino, da equipe de Minotauro, aniquilou o Jiu-jitsu de Tiago Alves e mandou o seu oponente para a lona com a trocação de boxe, ao final do primeiro round. Ainda neste episódio, a lesão inesperada de Luiz Besouro fez com que David Vieira recebesse mais uma oportunidade de seguir no programa.

(Patolino comemora a classificação depois do nocaute. Foto: Divulgação/UFC)

Patolino comemora a classificação depois do nocaute. (Foto: Divulgação/UFC)

Lesão de Besouro

Sem conseguir fechar a mão direita e com um inchaço, Luiz Besouro recorreu ao auxílio médico, que solicitou exames específicos. A casa ficou preocupada e os atletas relataram o medo de sofrer qualquer lesão que possa prejudicar o andamento no programa. Apesar dos trabalhos com fisioterapeutas, o atleta verde ainda se queixava de dores.

Então, em uma reunião com todos da equipe, Minotauro anunciou que o laudo da ressonância magnética detectou um rompimento parcial do ligamento da mão de Besouro. No mesmo instante, o lutador chorou com intensidade, o que comoveu os demais atletas do verde. Patolino foi o primeiro a tentar consolar o amigo, enquanto Luiz Dorea achou as palavras mais sabias neste momento.

“Você vai dar muita alegria ao MMA brasileiro, todo mundo aqui está muito orgulhoso de você”, disse o treinador de boxe ao lutador lesionado.

Besouro insistiu ao dizer que lutaria mesmo com o problema, mas a comissão atlética do UFC não permitiu.

“Vou voltar melhor do que nunca, prometo aos meus filhos que são as coisas que eu mais amo. Peço desculpas”, completou o atleta.

Com a eliminação de Besouro, David Vieira foi selecionado como substituto e voltou com chances de ganhar o contrato do Ultimate Fighting Championship.

Escolha dos confrontos das quartas de final

Mesmo com as especulações de Werdum e Nogueira, Dana White definiu os combates das quartas de final. Na reunião tradicional do tatame, os técnicos anunciaram os seguintes duelos:

Tiago Alves (Amarelo) x William Patolino (Verde)

Thiago Marreta (Amarelo) x Leonardo Santos (Verde)

Viscardi Andrade (Amarelo) x David Vieira (Verde)

Cleiton Foguete (Verde) x Santiago Ponzinibbio (Verde)

Provocações entre as equipes não acabam

Patolino foi encurralado pelos lutadores do time Werdum e sofreu uma espécie de trote dos adversários. Em uma chuva de farinha, azeite e energéticos, William não conseguiu reagir e arrancou sorrisos até mesmo de seus companheiros de equipe. Porém, a revanche do verde veio com a orientação do treinador de Wrestling, Erick Albarracin. O gringo disse que esperava por duas semanas uma chance de sacanear os amarelos.

“O Erick é maluco, ele acha que está no Iraque” disse Leonardo Santos.

Com isso, o time nogueira realizou um plano de guerra. Os lutadores e treinadores jogaram bomba de mal cheiro dentro da van do grupo amarelo e encheram o veículo com produtos de cozinha. Erick pulava em cima do carro e a brincadeira estava no seu auge. Porém, a situação ficou grave quando a resposta do amarelo veio com disparos químicos do extintor. Márcio Pedra recebeu um jato direto no rosto e ficou sem respirar, o que deixou todos em situação apreensiva. Após a ajuda de Patolino, o atleta conseguiu se recuperar.

Luta da semana – Tiago Alves x William Patolino

Ciente do jogo de chão de Alves, Patolino logo neutralizou as tentativas de quedas do adversário. Através dos jabs e diretos, o aprendiz de Minotauro encontrou o oponente em seu raio de ação e desferiu golpes contundentes. Alves tentou diminuir a distância e levar a luta ao solo, mas Patolino seguiu melhor e com excelentes defesas, com o uso da técnica de Sprawling. O lutador de Werdum parecia cansado e machucado com os golpes recebidos.

O atleta do verde conseguiu uma posição de costas ao adversário e acertou cruzados potentes, que minaram a resistência do amarelo. Com um boxe bem afiado e sem a necessidade de chutes, exceto nas joelhadas do clinche, Patolino dominou completamente o combate e encurralou Tiago na grade. Já com a guarda abaixada, Tiago levou outras sequências, que resultaram em dois Knock Downs de William. O atleta do amarelo ficou perdido de tanta porrada e chegou a agarrar o árbitro. Depois de três golpes de direita, com 4 minutos e 32 segundos de luta, Patolino derrubou o adversário e definiu o nocaute técnico.

“Ninguém vai me parar. Com os pés no chão e humildade, vou fazer o meu trabalho e não vou falhar”, disse Patolino após a vitória.

Anúncios

Publicado em 13 de maio de 2013, em Lutas e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Gostei da luta. Nada contra o Tiago, mas odeio o Werdum. Cara mais arrogante, não serve para ser o treinador do time amarelo. Ele merece a lavada que está tomando do time Nogueira. E Patolino fez bonito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: