NHL – Stanley Cup Semifinal – Oeste – Detroit Red Wings x Chicago Blackhawks


por Jordan Marciano

Pela semifinal da conferência Oeste, na busca pelo título da Stanley, o Chicago Blackhawks garantiu a primeira vitória da série contra o Detroit Red Wings, nesta quinta-feira (15), na arena United Center, situada em Chicago. Marian Hossa abriu o placar para a equipe da casa e Damien Brunner deixou tudo igual para os Wings. Porém, no terceiro período, Johnny Oduya, Marcus Kruger e Patrick Sharp foram os responsáveis por fechar o placar em favor do time de Illinois. O game 2 deste duelo acontecerá neste sábado (18), também em Chicago.

(Patrick Sharp #10 e Michal Rozsival #32 comemoram co Johnny Oduya o terceiro gol. Foto:Divulgação/NHL)

Patrick Sharp #10 e Michal Rozsival #32 comemoram com Johnny Oduya no terceiro período. (Foto:Divulgação/NHL)

O Jogo

Com equilíbrio e chances criadas por ambos os times, o primeiro período foi caracterizado pelo bom desempenho dos Wings, que enfrentaram com qualidade a equipe mandante e buscaram o ataque diversas vezes. Mesmo assim, o Chicago Blackhawks, empurrado pela vantagem numérica do Power-Play, venceu a barreira do goalie Jimmy Howard e anotou o primeiro gol. Na marca de 9, sem sucesso em afastar o perigo da zona defensiva, o Detroit perdeu a posse do puck e viu Toews dar a assistência para Marian Hossa, que disparou na frente da meta e animou os fãs do Hawks no United Center (0-1). Entretanto, a comemoração durou cerca de 2 minutos, pois aos 11, Nyquist fez uma boa jogada pelo meio e lançou Brunner, que empatou o confronto com um wrist shot (1-1).

Na segunda parte, não houve gols, mas o jogo seguiu com boas oportunidades dos dois lados. O time visitante não aproveitou um Power-Play na tentativa de virar o marcador. Os donos da casa também cresceram neste período, mas a defesa dos Wings fez o seu trabalho e Howard evitou outros gols adversários. Porém, a equipe líder do Oeste voltou no tempo complementar com uma estratégia de ataque que resultou na vitória da casa. Apesar do guarda redes de Detroit realizar pelo menos duas defesas cara a cara com os finalizadores, aos 8, Patrick Sharp dominou o disco pela esquerda e tocou no meio, onde Oduya teve condições de finalizar. O disco tocou a trave antes de balançar as redes dos Red Wings (1-2).

O bom momento de Chicago aumentou. Por volta dos 11, Leddy lançou na zona defensiva de Detroit e depois da dividida próxima ao gol de Howard, Kruger pegou o rebote e mandou para dentro (1-3). Apesar de possuir poucas chances de reação, a visita manteve o jogo forte e ofensivo. O segundo gol quase ocorreu, mas após o disco beliscar a trave do goleiro Crawford, Seabrook esticou o stick e salvou em cima da linha. Sem outra ideia no gelo, o treinador dos Red Wings decidiu jogar com a Empty Net, mas o time errou na troca de passes e deixou o disco com Sharp, que não teve dificuldades de empurrar para as redes (1-4).

 

Anúncios

Publicado em 16 de maio de 2013, em NHL e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: