Brasileirão 2013 – Raio X dos Times – Atlético Paranaense


por Jordan Marciano

No retorno ao futebol de elite brasileiro, o Atlético Paranaense optou por um planejamento diferente do usual. O Furacão ampliou o período de pré-temporada do time principal e jogou o campeonato paranaense com os meninos do sub-23, que garantiram o 2º lugar ao serem derrotados para o rival Coritiba, e revelaram novos talentos. Enquanto isso, os titulares participaram de treinamentos fora do Brasil e venceram a Marbella Cup. O desafio rubro-negro no Brasileirão começa com um duelo frente ao atual campeão nacional, o Fluminense. A partida será neste domingo (26), em Macaé.

escu

Novos talentos

A disputa do estadual com uma equipe mais nova revelou um celeiro de boa utilidade na equipe que disputará o Brasileirão deste ano. Há pelo menos três destaques de atuações no estadual quem podem disputar uma vaga entre os titulares. No gol, com bons desempenhos nas partidas mais decisivas do Paranaense, o goleiro Santos deve concorrer em busca da camisa 1 junto com Weverton.

Mesmo com a contratação do lateral Jonas, ex-Vasco e Coritiba, o jogador Léo também se manteve estável nos jogos que foi presente e merece disputar uma vaga de titular no setor. Léo é o único dos atletas promovidos que participou dos todos os jogos que o time principal do Atlético-PR realizou até aqui na temporada.

Na parte ofensiva, o maior destaque na mídia para o Atlético foi Douglas Coutinho. O atacante chegou na base do CAP depois de passagens por Fluminense e Cruzeiro, que dispensou o menino de 19 anos por deficiência técnica. No Atlético, Coutinho se destacou com o time juvenil e foi promovido ao principal para a disputa do paranaense de 2013. O goleador disputou com estrelas como Alex, do Coritiba, a artilharia do campeonato, além de ganhar oportunidades no jogo contra o América-RN, pela Copa do Brasil, o que lhe rendeu um gol marcado.

(Meninos do sub-23 chegaram perto do título paranaense e revelaram talentos. Foto: Divulgação/CAP)

(Meninos do sub-23 chegaram perto do título paranaense e revelaram talentos. Foto: Divulgação/CAP)

Mando de campo

Durante as obras da Arena da Baixada para a copa do Mundo de 2014, o Furacão buscou encontrar o lugar ideal de jogo a partir do ano passado. A maior parte das partidas da série B foram disputadas no Ecoestádio do Janguito Malucelli, mas esse ano o clube dividirá a Vila Capanema com o Paraná. Entretanto, nas primeiras rodadas do campeonato nacional, a Vila conta com reformas no gramado, o que leva o rubro-negro a jogar na Vila Olímpica do Boqueirão, contra o Cruzeiro, e na Arena Joinville, em Santa Catarina, contra o Flamengo, nas partidas que antecedem a Copa das Confederações da FIFA.

Equipe principal do Furacão

Com Antonio Lopes no cargo de Diretor de Futebol do clube e Ricardo Drubscky como treinador, o Atlético tem em sua disposição os seguintes jogadores:

Goleiros: Weverton e Rodolfo

Zagueiros: Cleberson, Luiz Alberto, Manoel e Renato Chaves

Laterais: Jonas, Daniel e Pedro Botelho

Meias: Devid, Derley, Elias, Everton, Felipe, Fran Merida, João Paulo, Maranhão e Paulo Baier

Atacantes: Bruno Furlan, Ciro, Ederson, Marcão e Marcelo

Time Base: Weverton; Jonas, Manoel, Cleberson e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Felipe e Elias; Marcelo e Ederson.

Ponto Forte: A maior arma do Furacão no campeonato está na experiência de Paulo Baier e a consistência da zaga. Jogadores como Cleberson e Manoel trazem confiança na saída de jogo e também no desarme dos atacantes adversários. O entrosamento entre os dois jogadores prova que o Atlético pode se tornar uma das equipes menos vazadas da competição.

Ponto Fraco: O ataque é o setor mais fraco da equipe nesta temporada. Marcelo e Marcão não se mostraram eficientes da maneira que o time precisou durante a segunda divisão. Porém, essa situação tende a melhorar com a entrada de Ederson, Ciro e possivelmente Douglas Coutinho.

30673_13694228850_thumb-5-3

(Em seu 14º Brasileirão da carreira, Paulo Baier é um dos principais nomes do Furacão. Foto: Divulgação/CAP)

Destaque: Conhecido pela torcida como vovô, ou velho, Paulo Baier é o nome de destaque nesta equipe. Aos 38 anos, o meia não possui a velocidade de um jovem, mas é crucial com as cobraças de bola parada e na armação das jogadas ofensivas. Baier disputou 158 partidas, com 51 gols e 43 assistências desde a sua estreia no dia 13 de junho de 2009, contra o Sport.

Melhores desempenhos: A torcida vermelha e preta tem recordações recentes de campanhas memoráveis da equipe nos últimos 15 anos. Em 2001, Alex Mineiro comandou o título brasileiro contra o São Caetano. Em 2004, o clube quase alcançou o bi, mas mesmo com um excelente time de craques como Jadson, Washintgon “Coração Valente” e Denis Marques, o Furacão decepcionou nas rodadas finais e perdeu a taça para o Santos. No ano seguinte, o time chegou na decisão da Copa Libertadores e caiu em frente ao São Paulo.

Anúncios

Publicado em 24 de maio de 2013, em Futebol Nacional e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: