X Games Munich – Quarto dia de Competições


por Roberto Rohden e Aline Bonn

O ultimo dia de competições em Munich foi completo para os fãs de esportes radicais. Muitas provas que não ocorreram no sábado foram realizadas hoje, dessa forma, se teve uma série muito maior para acompanhar, tornando o quarto dia do evento incrível e repleto de emoções. O grande destaque foi Bob Burnquist que se consagrou como o maior medalhista da história do X Games, somando 25 medalhas no total, um feito que abrilhantou ainda mais o fim da Etapa alemã.

Ford RallyCross #2 Final – Valendo a Etapa de Munich

A modalidade sobre 4 rodas aconteceu novamente neste domingo, dessa vez para coroar o campeão da Edição de Munich, pois ontem ocorreu a prova que estava valendo para Barcelona (em função do cancelamento da mesma na ultima etapa do X Games). Para quem esperava que os favoritos, que não se deram muito bem ontem, desempenhassem uma melhor performance, caso de Scott Speed e Timur Timerzyanov, se enganou. Os pilotos Toomas Heikkinen e Liam Doran dominaram o circuito, seguidos por Tanner Foust.

Desde as eliminatórias foi possível enxergar a superioridade dos 3 pilotos que se classificaram com tranquilidade para a final. Nesta, Heikkinen e Doran rivalizaram novamente as primeiras posições, contudo, diferente de sábado o holandês se manteve melhor e garantiu o X de ouro. Já Liam se contentou com a prata e Foust com o bronze. Podemos ressaltar a participação do brasileiro Guiga Spinelli que chegou a final pela primeira vez, sendo apenas a sua segunda corrida. Infelizmente, ele terminou em 8º lugar na final, mas foi um bom resultado para um iniciante na modalidade.

Favoritos prevalecem no Enduro X Masculino e Feminino

A prova do Enduro se resume a uma combinação de habilidade e força, com o objetivo de combater os obstáculos do circuito com extrema destreza e velocidade. Tanto na prova masculina como feminina os favoritos para o pódio confirmaram seus status e decidiram o resultado final. As corridas foram, como sempre, alucinantes e com muita diferença de certos pilotos para os outros competidores, fazendo com que os tempos finais mostrassem a discrepância (a diferença técnica) entre os atletas.

Pelo feminino a disputa ficou mais uma vez entre Maria Forsberg e Laia Sanz, ambas apresentam um habilidade imensa, certas vezes comparadas com os pilotos do masculino. Diferentemente da edição de Barcelona, onde a espanhola Sanz foi campeã com larga vantagem, foi a vez de Forsberg se destacar e vencer na Alemanha com incríveis 20 segundos de diferença para a segunda colocada (Laia Sanz). Para completar o pódio Sandra Gómez Cantero conquistou o bronze.

No masculino a expectativa girava em torno de Taddy Blazusiak (grande nome da modalidade) e Mike Brown (vencedor de Barcelona). Porém, o americano Taylor Robert correu “por fora” e desbancou com muito estilo os adversários e se consagrou vitorioso, atrás dele Alfredo Gomez levou a prata e Blazusiak o bronze. Já Brown amargou um quinto lugar.

Final equilibrada e primeira medalha de Luan

A final da Street League em Munich foi equilibrada, sem favoritos e contou com demonstrações de puro talento de Ishod Wair, Shane O´Neill, Torey Pudwill, Peter Ramondetta, Sean Malto, Chris Cole, Luan Oliveira e Paul Rodriguez.

O primeiro eliminado foi Ramondetta na Flow Section (duas linhas de 45 segundos). Na Control Section (cinco manobras valendo a melhor), Luan surpreendeu com um Nollie 180 Switch Crooked e com a soma das notas dessa etapa e da Flow, Shane estava em primeiro na classificação geral.

Chris Cole conquistou sua primeira medalha de ouro na SLS apenas na Impact Section (cinco manobras valendo as três melhores). A prata ficou novamente com Paul Rodriguez e o bronze com Luan. Foi a primeira vez que o brasileiro subiu ao pódio na competição.

O maior recordista do X Games é brasileiro

Bob conquistou mais um ouro  e se firmou como maior vencedor em X-Games (Foto: Aguinaldo Melo)

Bob conquistou mais um ouro e se firmou como maior vencedor em X-Games (Foto: Aguinaldo Melo)

Bob Burnquist fez história mais uma vez, conquistou o ouro e se tornou o maior medalhista do X Games com 25 medalhas.
Na final do Big Air, Jake Brown não participou por ainda estar se recuperando da queda que sofreu treinando na última sexta (28/6) e Mitchie Brusco, que ganhou prata em Barcelona, também ficou de fora da competição devido à um problema nas costas. Os que disputaram o X de ouro foram: Alex Sorgente, Jagger Eaton, Tom Scharr, Elliot Sloan e os brasileiros Bob Burnquist, Rony Gomes e Edgar Pereira “Vovô”.

Durante a primeira parte, onde apenas as manobras no gap pontuam, Bob mandou um switch stance backside ollie 540, inédito em competições. Na segunda parte começa a valer a full run (manobras no gap e no quarter). Tom Schaar fez uma bonita volta passando com um 720 no gap e com um 900 pelo quarter, o que obviamente foi uma das razões da conquista do terceiro lugar. Schaar tem apenas 13 anos e essa foi sua primeira medalha nos X Games. A medalha de prata foi de Elliot Sloan.

Mountain Bike Slopestyle estreia no X Games

Edição de Munich marcou a estreia da modalidade Mountain Bike Slopestyle (Foto: Eric Lars Bakke / ESPN Images)

Edição de Munich marcou a estreia da modalidade Mountain Bike Slopestyle (Foto: Eric Lars Bakke / ESPN Images)

O X Games de Munich fez história tanto por seus participantes quanto pelas modalidades. O evento marcou o inicio de uma nova prova, o chamado Mountain Bike que consiste em uma descida de uma montanha tendo de passar por onze obstáculos. Nas eliminatórias classificaram os dez melhores pilotos, usando como critérios de julgamento o melhor aproveitamento da pista, estilo, velocidade e grau de dificuldade das manobras. A competição iniciou com dezesseis competidores, os melhores do Mountain Bike mundial.

A fase final aconteceu com um pequeno atraso devido à chuva. Após a paralização a prova teve o privilegio de fechar a edição do X Games Munich 2013. O X de ouro da modalidade ficou com o canadense Brett Rheeder, ele fez manobras de um alto nível de dificuldade e atendeu a todos os quesitos dos juízes, entrando na história como o primeiro a ganhar a prova dentro do X Games. Seguido dele Brandon Semenuk e Andreu Lacondeguy completaram o pódio, com a prata e o bronze, respectivamente.

A Etapa de Munich foi extraordinária, trazendo recordes, surpresa, circuitos e pistas que propiciaram o melhor desempenho e criatividade de todos os atletas. Conciliando com cenários incríveis os organizadores da competição podem ficar orgulhosos por realizarem um evento esportivo com grande sucesso.

Nota: A modalidade Moto X Freestyle foi cancelada por causa da chuva e por falta de tempo para ser realizada. O regulamento do X Games diz que na próxima edição (Los Angeles) acontecerá duas provas da modalidade, para sanar as premiações corretamente.

540 do Bob Burnquist

Brett Rheede ganhou o ouro no Mountain Bike Slopestyle

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 30 de junho de 2013, em X-Games e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: