No sufuco, Palmeiras vence o Atlético-PR


por Michel de Alcantara

Na primeira partida válida pelas oitavas da Copa do Brasil, o Palmeiras bateu o Atlético-PR pelo placar de 1 x 0 e interrompeu uma série de dez jogos de invecibilidade do time paranaense. O time paulista joga o segundo jogo podendo avançar às quartas de final com um simples empate. O Furacão precisa de dois gols para passar direto um ganhar pelo mesmo placar para forçar os pênaltis. No final de semana, o Palmeiras viaja para Minas Gerais enfrentar o Boa Esporte pela série B. Já na série A, o Atlético-PR retorna a Curitiba para enfrentar o líder Botafogo.

Palmeiras e Atlético-PR fizem um jogo disputado no Pacaembu (Foto: Gustavo Oliveira/Reprodução/SiteOficial)

Palmeiras e Atlético-PR fizem um jogo disputado no Pacaembu (Foto: Gustavo Oliveira/Reprodução/Site Oficial)

Desatenção que valeu a derrota

Com o apoio do seu torcedor, o Palmeiras começou a pressionar já nos primeiros minutos. E no primeiro escanteio do jogo, aos 3 minutos, o zagueiro Vilson subiu sozinho para abrir o placar. Esse início de desatenção e o gol logo no começo deixou o Atlético-PR um pouco desestabilizado. O Porco jogava com velocidade e aproveita os erros de passe do time paranaense. Com o passar do tempo, o rubro-negro começou a aparecer mais no jogo, dominando o meio. João Paulo e Everton se destacam positivamente, já Elias era o ponto negativo do time, errando muitos passes. Aos 22 apareceu a melhor chance para o Furacão. Dellattorre deu ótimo passe para Marcelo, que, na cara do gol, mandou para fora.

O time da casa continuou marcando bem, com marcações individuais. Na parte ofensiva, Ananias e Wesley, pelo lado esquerdo, eram os jogadores que mais levavam perigo. Mas aquela força inicial foi barrada pela boa marcação do Atlético-PR. Trabalhando bem a bola no meio e com Marcelo começando aparecer bem pelo lado direito, o time de Vagner Mancini terminou o primeiro tempo melhor no jogo, porém, pecou no passe e nas finalizações.

O tempo dos passes errados

O segundo tempo caiu de produção. Mesmo com saída de Elias e a entrada de Ederson, o Atlético continuou errando muitos passes e perdendo gols. O Furacão dominou boa parte do jogo, com a zaga se comportando bem. O que faltava era um camisa 10. Everton ficou com a função, mas pouco conseguiu. Zezinho se destoava em campo, errando passes e não conseguindo ajudar na criação das jogadas. O Palmeiras tinha dificuldades para jogar, já que o time paranaense marcava a saída de bola. O alviverde paulista tentava sair com ligações diretas, mas não surtiu efeito. No fim do jogo, o Porco conseguiu fechar oes espaços e tentou alguma investida, mas acabou garantido o resultado de 1 x 0.

Opinião do Jornaleiro: Esse é um dos confrontos mais equilibrados das oitavas de final da Copa do Brasil. Apesar da derrota, o Atlético-PR teve várias chances para, no mínimo, empatar o jogo. A falta de Paulo Baier foi evidente. Elias errou muitos passes e prejudicou na produção do time. E Ederson é titular tranquilamente no lugar de Dellatorre. Com Paulo Baier e Ederson em campo, e errando menos os passes, o Atlético tem boas chances de conseguir uma classificação.

Já o Palmeiras foi feliz em aproveitar a chance no começo do jogo. É um time que tem velocidade, principalmente com Wesley, principal jogador, e Ananias. Kardec é a referência no ataque e qualquer espaço para ele é um grande perigo. Como está em vantagem, vai explorar muito os contra-ataques, usando os jogadores já citados. Tem elenco para subir fácil na série B e estaria tranquilo na primeira divisão.

Ficha Técnica

Local:
 Pacaembu, São Paulo 

Público Pagante: 20.856
Público Total: 21.935
Renda: R$ 801,315,00.
Arbitragem: André Luiz de Freitas Castro (GO), auxiliado Guilherme Dias Camilo (MG) e Cleriston Clay Barreto Rios (SE).

Palmeiras:
  Fernando Prass; Luís Felipe, Henrique, Vilson e Juninho (Ronny); Marcio Araújo, Wesley e Mendieta; Ananias, Charles (Eguren) e Alan Kardec. Técnico: Gilson Kleina.

Atlético-PR: Weverton; Léo (Jonas), Manoel, Luiz Alberto e Botelho; João Paulo, Zezinho, Everton e Elias (Ederson); Marcelo e Dellatorre (Felipe). Técnico: Vagner Mancini.

Cartões amarelos: Mendieta, Kardec e Eguren(Palmeiras)Jonas, Everton e Zezinho (Atlético-PR).

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 21 de agosto de 2013, em Copa do Brasil 2013 e marcado como , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: