Atlético faz jogo impecável, anula Botafogo e entra no G4


por Roberto Rohden

Pela 16ª rodada do Brasileirão, o Atlético-PR recebeu o Botafogo, na Vila Capanema, às 18h30 deste domingo (25). A partida marcou o encontro de duas equipes em boa fase que estão no topo da tabela. O time paranaense venceu por 2 a 0, dois gols de Éderson, e com os 3 pontos conseguiu passar o Corinthians e entrar no G4. Já a equipe do Rio, perdeu a liderança para o Cruzeiro.

atletico botafogo

Atlético controlou o ritmo da partida com uma boa marcação e troca de passes. (Foto: Divulgação/Site Oficial do Atlético)

Ambos os times vinham com uma invencibilidade de oito jogos no Brasileiro, portanto, este duelo tinha tudo para ser emocionante. O Botafogo contava com a volta de seu comandante, Seedorf, que não havia jogado no meio da semana pela Copa do Brasil devido à uma lesão. Já o Atlético, não pode contar com Léo, suspenso, e Marcelo. No lugar deles, jogaram Jonas e Éderson, respectivamente.

A partida continha certa desconfiança, por um lado o Fogão vinha embalado por duas vitórias consecutivas. Enquanto que pelo lado atleticano, nos dois últimos jogos, não repetiu os bons desempenhos das ultimas rodadas. Porém, ficou visível que o Atlético veio preparado para ganhar e, principalmente, competir de igual pra igual contra uma das melhores equipes do ano.

Sufoco, mas sem efeito

O jogo iniciou com uma forte pressão do time da casa, muitas finalizações e uma marcação cerrada contra os botafoguenses dificultava o toque de bola do adversário. Logo no começo, o Furacão bombardeou a meta de Jefferson (goleiro convocado para a Seleção), mas sem muito perigo. Quem chegou primeiro foi o alvinegro carioca, aos 15 minutos, o atacante Vitinho cabeceou e Luiz Alberto, zagueiro do Atlético, impediu o gol.

Apesar do susto, a superioridade em campo continuou com o time do Paraná, que impedia a movimentação tão eficaz do visitante, anulando o seu principal jogador, o holandês Seedorf, o qual não conseguia fazer jogadas para os atacantes.

Quando a partida se encaminhava para o intervalo, o sufoco caseiro recomeçou, muitas finalizações e uma movimentação intensa dos jogadores proporcionaram várias chances para o Furacão sair em vantagem. Com um Botafogo acuado, Éderson quase marcou de cabeça, mas o goleiro salvou, fazendo o mesmo com o chute de Paulo Baier.

Postura mantida

O comportamento do clube paranaense não se alterou para o segundo tempo, muito pelo contrário, apenas se intensificou. O resultado disso saiu logo após a volta para o campo. Com 1 minuto de jogo, o centroavante Dellatorre, arrancou com a bola para dentro da área do adversário, passando por vários marcadores. Ele meio que acidentalmente e tocou para Éderson que deu um leve chute para o gol, Jefferson quase conseguiu defender, mas a bola passou e, mansamente, acabou nas redes.

Mesmo com a vantagem no placar o Atlético não se encolheu na defesa, continuou buscando o ataque e, alguns minutos depois, roubou a bola que chegou até Dellatorre. Novamente, o jogador deu passe para Éderson, o atacante chegou antes na bola e deu um leve toque para tirar o goleiro da jogada: 2 a 0. O entrosamento do ataque era visível, muitas oportunidades surgiram, mas a maioria das bolas passava perto do gol, para a sorte dos cariocas.

Com uma boa dianteira, o time da casa se fechou e jogou com os contra-ataques. Entretanto, o visitante não estava inspirado, possuía maior posse de bola, mas não concretizava seu domínio em gols. O final do jogo deixou uma pequena mancha nesta bela partida. O goleiro Weverton defendeu uma boa chegada de Vitinho, este entrou mais forte no lance e acabou acertando o jogador atleticano. Tudo resultou em uma grande confusão, nela o atacante do Botafogo, precursor do tumulto, e o lateral esquerdo do Atlético, Pedro Botelho (que puxou o cabelo de Vitinho), foram expulsos.

Com este resultado, o Atlético terminou a rodada em 4º lugar, dentro da zona de classificação para a Libertadores. Já o Botafogo, terminou em 2º lugar, perdendo a liderança para o Cruzeiro que venceu a Ponte Preta. Ambos os times vão mudar de foco e se concentrar para as partidas decisivas, no meio da semana, pela Copa do Brasil.

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR 2 X 0 BOTAFOGO

Local: Estádio Durival Britto e Silva, Curitiba (PR)

Data: 25 de agosto de 2013, domingo

Horário: 18h30 (de Brasília)

Público: 12.124 pagantes (renda de R$ 186.490,00)

Árbitro: Wagner Reway (MT)

Assistentes: Altemir Hausmann (RS) e Emerson Augusto de Carvalho (SP)

Cartões amarelos: Manoel e Luiz Alberto (Atlético-PR); Bolívar, Jéfferson e Edílson (Botafogo)

Cartões vermelhos: Pedro Botelho (Atlético-PR); Vitinho (Botafogo).

Gols: Éderson, a 1 e 11min do segundo tempo (CAP)

Atlético-PR: Weverton; Jonas (Juninho), Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Bruno Silva, João Paulo, Everton e Paulo Baier (Marco Antônio); Éderson e Dellatorre (William Rocha). Técnico: Vagner Mancini.

Botafogo: Jéfferson, Gilberto (Edílson), Dória, Bolívar e Lima; Marcelo Mattos (Alex), Gabriel, Seedorf, Lodeiro e Vitinho; Rafael Marques (Elias). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Anúncios

Publicado em 25 de agosto de 2013, em Campeonato Brasileiro 2013 e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: