Botafogo e São Paulo não saem do zero e caem na tabela


Por Roberto Rohden

No Rio de Janeiro, em jogo válido pela 17ª rodada do Brasileirão, Botafogo e São Paulo se enfrentaram às 16h, neste domingo (01), no Maracanã. Os times possuem objetivos bem divergentes, enquanto o clube carioca buscava chegar novamente à liderança do campeonato, os paulistas queriam encaixar mais uma vitória para fugir da zona de rebaixamento.

Jogo foi marcado pela forte marcação e falta de criatividade das equipes (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Jogo foi marcado pela forte marcação e falta de criatividade das equipes (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

O São Paulo carecia de força ofensiva, desfalcados de Luís Fabiano e Aloísio suspensos e Ademilson lesionado, o esquema da equipe foi alterado, mantendo apenas Osvaldo como atacante de ofício. Por outro lado, o alvinegro não contou com Jefferson e Gilberto, um suspenso e outro lesionado, respectivamente. Além disso, é a primeira partida sem Vitinho, um dos destaques do campeonato, tornando a partida um pouco amis equilibrada.

Muita disputa, pouco futebol

A primeira etapa do confronto começou desorganizada, muita perda de bola, conclusões sem perigo e a principal disputafoi na estatística de passes errados, 39 no total, 25 do time da casa. Foram 17 faltas e apenas 6 finalizações, sendo que apenas uma foi no alvo. Os números evidenciam o que foram os primeiros 45 minutos de jogo.

Os jogadores correram mais que a bola, muitas vezes algum defensor bobeava e a bola era retomada perto do ataque de quem a roubava, porém, não resultou em nenhuma oportunidade real de gol.

O jogador de mais deu trabalho do time do Botafogo foi Elias, o atleta se movimentava bastante, mas com um meio de campo sem criatividade, ele não conseguiu infringir tensão ao goleiro Rogério Ceni. Já Ganso, vem apresentando uma lenta, mas necessária evolução na troca de passes do tricolor paulista.

O lance que mais chamou atenção foi aos 11 minutos, o lateral esquerdo Julio Cesar que deu um chapéu em Rodrigo Caio e foi derrubado na área, o juiz mandou prosseguir o jogo. No restante pouco risco foi infringido aos arqueiros das equipes.

Totalmente diferente

A partida ficou mais aberta logo no inicio do segundo tempo, com menos de cinco minutos já foram feitas duas finalizações que agitaram a torcida. Com 4 minutos, Seedorf acertou um chute de canhota que parou no travessão, no lance seguinte Lucas Evangelista foi lançado e chutou na rede pelo lado de fora, raspando a trave do goleiro Renan.

Foi perceptível a vontade dos times de alcançar a vitória, os jogadores do meio de campo trocaram a disputa corpo a corpo por belos passes e um ritmo acelerado nos ataques. Apesar de oportunidades serem criadas, a objetividade não correspondeu.

O Botafogo tomou as rédeas da partida, começou a pressionar o adversário, Rafael Marques chutou aos 17 minutos para a defesa de Ceni. Posteriormente, oito minutos depois, Lodeiro cabeceou com muito perigo, o goleiro já estava vendido, mas a pelota passou raspando a trave e não entrou.

Depois de tomar sufoco o São Paulo se conteve mais e fez contra-ataques raros, mas que não complicaram a defesa do alvinegro. Receoso, o técnico Paulo Autuori modificou o time para garantir o empate, sem muita ofensividade e com Seedorf apagado nada relevante aconteceu e o placar permaneceu inalterado até o apito final.

Com o resultado, o Botafogo foi ultrapassado pelo Atlético-PR – que ganhou do Náutico no sábado (31) – e está em 4º lugar. Enquanto que o São Paulo está em penúltimo lugar com 15 pontos, caindo uma colocação para a Portuguesa – que também venceu o Bahia no sábado.

O próximo encontro do time carioca é em casa, contra o Coritiba, na quinta-feira (05), às 19h30, no Maracanã. Já o clube paulista pega o Criciúma no Morumbi, em São Paulo, às 21h, também na quinta.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO0 X 0 SÃO PAULO

Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 1º de setembro de 2013, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Público: 28.591 presentes (renda de 1.000.285)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (PE)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA)
Cartões Amarelos:Bolívar (Botafogo); Douglas, Antônio Carlos, Wellington e Jadson (São Paulo).

BOTAFOGO: Renan; Edílson, Dória, Bolívar e Julio Cesar; Marcelo Mattos (Renato), Gabriel, Seedorf, Lodeiro e Rafael Marques; Elias. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Reinaldo; Wellington, Fabrício (Paulo Miranda) e Paulo Henrique Ganso; Jadson (Negueba), Lucas Evangelista e Osvaldo (Wellinton). Técnico: Paulo Autuori.

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 1 de setembro de 2013, em Campeonato Brasileiro 2013, Futebol Nacional. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: