Opinião: Futebol americano – uma paixão não reconhecida


por Renan Araujo

O futebol desperta paixões, sentimentos e mobiliza milhares de pessoas em torno de uma causa em todo mundo. É capaz de mobilizar todo um país em torno de uma Copa do Mundo ou influenciar grandes decisões políticas. É capaz de causar altos índices de violência ou de modificar a realidade social de várias pessoas. Movimenta muito dinheiro, poder e interesse e é ensinado a todos desde criança. Todos têm um time pelo qual torce e opinam nas convocações da seleção brasileira.

A seleção brasileira de Futebol Americano: eles estão lá por amor ao esporte (Foto: Reprodução)

A seleção brasileira de Futebol Americano: eles estão lá por amor ao esporte (Foto: Reprodução)

Mas longe do prestígio e do glamour do futebol está o esporte homônimo: o futebol americano. O football para os americanos que chamam o “nosso futebol” de soccer. Se nos Estados Unidos ele está no mesmo status do futebol (ou até num nível maior), aqui no Brasil ele ainda está nascendo.

Se perguntar na rua sobre futebol americano, poucos conhecerão, alguns saberão explicar o que é e uma minoria vai conhecer suas regras e times. A idéia de se jogar um “futebol” com o uso das mãos é estranha ao brasileiro. O “football” encontra preconceito, ou por ser um esporte “muito violento” ou, vindo dos mais patriotas, por ser americano e não pertencer ao imaginário brasileiro. Esse patriotismo de certa forma preconceituoso encontra ampla voz até mesmo de jornalistas influentes. É com essa difícil realidade que convivem os amantes pelo esporte e encontram dificuldades e limitações dos mais diferentes tipos em seus times para continuar jogando e ganhando espaço.

Mas, em um ponto o futebol americano não deve nada ao futebol. Na paixão de seus jogadores e admiradores. Um grande atleta de futebol americano no Brasil trabalha em tempo integral, pode treinar até quatro vezes por semana (inclusive sábados e domingos) e jogar nos fins de semana (às vezes após longas viagens) e não ganhar nada por isso (muitas vezes inclusive amarga prejuízos). Mas, antes das reclamações por falta de apoio e patrocínio, surge a paixão pelo esporte. Há o sorriso do atleta empenhado que não reclama em estar em um dia frio num campo sofrível, mas sorri por praticar o seu esporte preferido. A TV passa a não ser seu único meio de contato com o esporte. O mesmo atleta também sorri ainda mais ao ver que haverá uma Liga profissional que, pela primeira vez, pode remunerar os atletas. Apenas o primeiro passo para que a evolução seja ainda maior.

Mas na contramão dos jogadores de futebol americano estão, por incrível que pareça, os jogadores de futebol. Se o futebol desperta a paixão na torcida, para os jogadores nem sempre se pode dizer o mesmo. Atletas reclamam por jogar duas vezes por semana, em campos ruins e por ter que viajar. Os mesmos que ganham salários astronômicos, têm toda a estrutura e equipamentos necessários. Não parece ser exatamente a mesma demonstração de amor pelo esporte que um jogador de futebol americano. Aquela paixão pelo esporte que motivava o garoto a ser jogador de futebol pode ser questionada: é realmente pelo esporte ou por tudo aquilo que ele pode proporcionar, como fama, dinheiro, reconhecimento e uma oportunidade de se dar bem na vida?

Estamos em uma época em que o futebol americano se populariza e pode estar entre os principais esportes do país em breve. O esporte vive um estágio que o futebol viveu há cerca de um século: o estágio da paixão genuína pelo esporte, em que não havia a fama ou o dinheiro, mas apenas a paixão pelo jogo. E isso pode ser algo mais valioso que tudo.

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 4 de setembro de 2013, em FA Brasileiro, Futebol Nacional. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: