Chelsea para na marcação do Everton e perde a primeira na Premiere League


por Michel de Alcantara

Em grande jogo válido pela quarta rodada do campeonato inglês, o Everton aproveitou o fator mandante, conquistou sua primeira vitória e derrubou a invencibilidade do Chelsea pelo placar de 1 a 0. Apesar da boa estreia do camaronês Eto’o, seu time parou na forte marcação adversária, dificultando a vida dos Blues, que mesmo tendo mais chances durante o jogo, não converteram a superioridade em gols. Melhor para o outro estreante do jogo, mas pelo time de Liverpool, o volante Barry. Os dois times voltam a jogar no próximo final de semana, pela quinta rodada da Premiere League. O Everton viaja até Londres para enfrentar o West Ham. Já o Chelsea volta para Stamford Bridge jogar o clássico contra o Fulham.

O escocês Naismith marcou o gol da vitória do Everton sobre o Chelsea. (Foto: AFP)

O escocês Naismith marcou o gol da vitória do Everton sobre o Chelsea. (Foto: AFP)

Contra-ataque

A primeira etapa foi intensa, com várias chances para as duas equipes e muita marcação nos dois lados. Os dois times sofriam com a marcação adianta e a saída de bola foi dificultada. Os contra-ataques e as jogadas em cima de passes errados do adversário tomaram conta desse tempo. O Everton, assim como nos outros jogos, tentou privilegiar a posse de bola, e chegou mais pelo lado direito, levando perigo com o escocês Naismith.

Já o Chelsea, levando em conta o time mais qualificado, conseguiu chegar mais vezes ao ataque, principalmente pelo lado direito, igual o time da casa. Eto’o participou muito da partida e conseguiu distribuir bem o jogo, junto com o alemão Schurrle. Mas faltou efetividade para os visitantes, que tiveram mais chances. O time de Liverpool aproveitou a máxima do futebol, quem não faz leva, e no último lance do jogo, em uma saída errada dos Blues e com a defesa mal postada, o melhor jogador em campo dos Toffes, Naismith, aproveitou para abrir o placar.

Domínio sem gol

O segundo tempo foi movimentado como na primeira etapa e dominado quase que por completo pelo Chelsea. Com o gol, o Everton recuou e se fechou, trazendo o time de Mourinho, que aumentou o domínio de bola e as chances. Mas como no primeiro tempo, faltou qualidade na hora da finalização para o time de Londres. Vendo a dificuldade do time, o técnico português tirou o lateral Ashley Cole, que sofreu com as investidas do Naismith, e colocou o atacante Torres, desmontando o esquema tático do time.

Com essas mudanças, os Blues não tiveram mais organizam em campo, errando passes, além de ter sofrido com a parede defensiva do adversário. O time de Liverpool pouco chegava ao ataque, mas quando o fez, tinha mais facilidade. E o final do jogo seguiu movimentado, mas sem alteração no placar.

Ficha Técnica

Local: Goodison Park, Liverpool

Arbitragem: Howard Webb

Cartões amarelos: Ivanovic, Hazard, David Luiz e Mikel(Chelsea)

Everton: Howard, Baines, Jagielka, Jelavic (McCarthy), Mirallas (Deulofeu), Naismith (Stones), Distin, Barry, Barkley, Osman, Coleman. Técnico: Roberto Martínez.

Chelsea: Cech; Ivanovic, David Luiz, Terry, Cole (Fernando Torres); Ramires, Mikel, Mata (Oscar), Schürrle (Lampard), Hazard; Eto’o. Técnico: José Mourinho.

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 14 de setembro de 2013, em Campeonato Inglês 13/14 e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: