No Grupo F, Napoli e Arsenal largam na frente


por Roberto Rohden

Nesta quarta (18), nos jogos válidos pela primeira rodada do Grupo F, o Arsenal foi até a França visitar o Olympique de Marseille e saiu com uma boa vitória por 2 a 1, com gols de Walcott e Ramsey. Pelo outro lado, Ayew descontou para os mandantes. Já o Napoli recebeu o atual vice-campeão da Liga dos Campeões, o Borussia Dortmund. Mostrando seu poder como mandante, Higuain e Insigne marcaram para os italianos, enquanto Zuniga (contra) diminuiu para os alemães no Estádio San Paolo.

27768-championsleague2012-2013


As partidas válidas pelo Grupo F da UEFA Champions League (2013-14) mostraram que os clubes vão brigar acirradamente pelas vagas às finais da competição. Todos os integrantes do grupo são fortes concorrentes à classificação, o Borussia por mostrar uma equipe entrosada, Arsenal e Napoli somando reforços de peso aos seus elencos e o Olympique correndo por fora com sua tradição e a base do ano passado mantida.

Força de Nápoles

O jogo ocorrido no estádio San Paolo, em Nápoles (Itália), travou o duelo entre dois times que precisavam mostrar se possuem força para seguir longe no campeonato. O clube italiano evidenciou a dificuldade que é jogar em seus domínios. O jogo foi aberto, com chances para ambos os lados, mas alguns pequenos detalhes decidiram o resultado.

O atacante Higuain foi quem abriu o placar da partida para o Napoli (Reuters)

O atacante Higuain foi quem abriu o placar da partida para o Napoli (Foto:Reuters)

No primeiro tempo, as equipes se estudaram, tocando mais a bola e apostando em jogadas individuai. O jogo estava equilibrado, quando aconteceu o primeiro detalhe.

O defensor Subotic estava fora de campo, pedindo para voltar ao jogo, o juiz ordenou a entrada do jogador. Porém, logo quando ele chegou na sua área, o lateral direito Zuniga, do Napoli, cruzou a bola na áreae e viu Higuain desviar, abrindo o placar com 29 minutos.

O técnico do time alemão, Jürgen Klopp, ficou revoltado, partindo pra cima do árbitro auxiliar reclamando do atraso para deixar o zagueiro voltar ao campo, indagando que isso foi fatal para o gol adversário. Com isso, ele acabou sendo expulso.

Para “melhorar” a situação, pouco antes de termina a etapa inicial o zagueiro Hummels saiu lesionado, no lance seguinte o goleiro Weidenfeller botou a mão na bola, mas fora da área, sendo também, expulso da partida.

Na volta para o gramado, o cenário não era nada favorável ao Borussia, com um a menos eles viram os mandantes partirem pra cima e controlarem o jogo. Aos 22 minutos, Insigne aumentou a vantagem, cobrou uma falta com perfeição, sem chances para o goleiro reserva Langerak.

No fim do jogo, o Napoli relaxou e fez com que os visitantes crescessem. Com 44 no relógio, o mesmo Zuniga que deu uma assistência no primeiro tempo, tentou cortar o cruzamento e mandou contra a própria meta. Mais tarde, Reus teve a chance de empatar, mas Reina fechou sua meta e garantiu os 3 pontos.

A volta do Arsenal

Na França, o estádio Vélodrome recebeu o confronto entre Olympique e Arsenal. Os donos da casa sentiram a fragilidade do seu elenco, enquanto que os ingleses conseguiram sua décima vitória consecutiva fora de casa.

O meia Ozil fez a sua segunda partida pelo Arsenal, se bateu um pouco na marcação mas fez um bom jogo. (Foto: Panoramic)

O meia Ozil fez a sua segunda partida pelo Arsenal, se bateu um pouco na marcação mas fez um bom jogo. (Foto: Panoramic)

O início do jogo foi fechado, não ocorreram muitas criações para gol e ambos os times faziam um jogo corrido, mas sem objetividade ou perigo para os goleiros. O Marseille teve o lance de maior relevância dos primeiros 45 minutos.

O lateral esquerdo, Payet, fez um bom cruzamento para Ayew. O francês cabeceou bem, mas para sua infelicidade a bola saiu por cima da meta de Sczezsny, aliviando a torcida dos Gunners.

Na volta para o segundo tempo, o panorama da partida não mudou muito. O pequeno e veloz Valbuena do Olympique era quem ditava o ritmo do ataque, este também deu muito trabalho a defesa do Arsenal e forneceu perigo  contra o goleiro do time inglês em dois arremates durante a etapa final.

Contudo, quem saiu na frente foram os visitantes, graças à ajuda de Morel. Em um lance, teoricamente, fácil de cortar, o lateral tentou cabecear a bola que estava na altura de sua cintura. O resultado foi uma jogada bisonha e para piorar a pelota sobrou para Theo Walcott que não perdoou e concluiu para o gol com competência.

O gol saiu aos 19 minutos e desestruturou a equipe da casa. Com isso, o Arsenal controlou a bola, e esperou o momento certo para matar o jogo. Aos 38, o destaque das ultimas partidas, Ramsey, marcou seu quinto gol em três jogos.

O meio-campista fez uma bela jogada, passando por vários marcadores e tirando com tranquilidade do goleiro adversário. Pouco antes do apito final, houve um pênalti para o Olympique, bem cobrado por Ayew. O placar diminuiu, mas o resultado permaneceu favorável aos Gunners.

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 18 de setembro de 2013, em Futebol Nacional e marcado como , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: