Opinião: Compramos gato por lebre, por enquanto


por Leonardo Siqueira

A LFA (Liga de Futebol Americano) postou hoje, em sua página oficial do facebook, que a edição de 2013, que seria a primeira da Liga, não ocorrerá , segundo o post, em razão da desistência de um importante investidor. Mesmo sem dar nomes aos bois, a notícia não foi bem recebida pelos amantes do FA no país.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Qual o tamanho do problema?

A LFA chegou causando. Anunciou jogos televisionados, salários , jogadores com experiência internacional e aprendizado. Claro que isso tudo teria um preço. Os jogadores que tivessem equipes disputando o Campeonato Brasileiro teriam uma temporada mais longa e cansativa. Na tentativa de prejudicar “menos”, a LFA entrou em acordo com a CBFA para que o brasileiro tivesse uma pausa.

Até aí o problema não era grande. De fato, ele mal existia. Seria uma troca justa, afinal, mesmo emprestando jogadores, equipes como Predadores, Crocodiles e Brown Spiders teriam jogadores mais experientes para reforçar o elenco. Algumas semanas atrás, a LFA divulgou na sua página no facebook que haveria uma mudança no calendário por que alguns americanos estavam tendo problemas com vistos. Aí o problema cresceu.

Se antes o campeonato brasileiro já estava um tanto prejudicado, agora ele seria disputado em cima da hora. No nordeste, por exemplo, as dificuldades impostas pela distância aumentaram os custos das equipes, que acataram a solicitação para que a LFA pudesse, de fato, acontecer.

Exigências sem sentido

Alguns boatos chegaram à mim. Digo boatos por não ter certeza da verdade. Vi alguns jogadores que haviam sido “contratados” comentando nas redes sociais sobre isso, mas como entendo ser uma denuncia séria e não ter provas (além de poder por em risco esses jogadores, caso o que seja dito aqui não seja verídico) utilizarei a técnica do “off jornalístico” para comentar esses casos.

O primeiro eu ouvi há algum tempo, de que havia um certo ar de superioridade dos técnicos gringos quanto aos jogadores. Não duvido que seja verdade e também não criminalizo. É preciso entender que eles estão aqui para ensinar e, sendo assim, realmente entendem mais do que nós. A sociedade deles vive disso assim como a nossa vive de futebol, é loucura afirmar o contrário. Agora, o que não pode acontecer é descriminação. Eles estão aqui para ensinar, não para ter seus egos massageados pelos brasileiros. Ainda assim, acredito (e espero) que este realmente não seja o caso.

Já o segundo boato é um pouco mais sério. Alguns técnicos teriam pedido para os jogadores “se pouparem” durante o brasileiro para que não se lesionassem e pudessem jogar a LFA 100%. Isso nós não podemos aceitar, de jeito nenhum. Os times amadores são o que segura o esporte no país. Os jogadores são amadores, não apenas por não receberam salários, mas porque amam o que fazem. Privá-los de defender suas cores com o próprio sangue é tirar sua alma, tirar o motivo principal pelo qual eles jogam. Se, para que a LFA aconteça, é necessário que as equipes amadoras acabem, então passar bem LFA!

E agora, José?

Segundo a nota oficial, lançada em sua página hoje, a LFA pretende ter sua primeira edição em 2014. Na minha opinião, esse deveria ser o projeto desde o início. Pra que se afobar? Dar a ideia agora e querer colocar na prática, sendo que nem mesmo os investidores estavam certos? Pra que estragar com o calendário de uma competição organizada como o campeonato brasileiro para promover um projeto que não se sabia ao certo se poderia se tornar realidade em tão pouco tempo?

Começando um planejamento para o ano que vem, a CBFA e a LFA podem, juntas, construir um calendário justo para que ninguém e, principalmente, nenhuma equipe considerada amadora seja prejudicada. Talvez o maior problema, agora, seja a falta de credibilidade de ambas as instituições, mas isso é assunto para o tópico abaixo.

Voto de confiança: sim ou não?

Com um ano de planejamento pela frente, o maior problema que a LFA deve sofrer agora é com a credibilidade da marca. Depois de tudo que aconteceu, ainda vale a pena? A LFA merece, afinal, mais um voto de confiança?

Essa resposta só pode vir depois de algumas outras respostas. Primeiro, ela precisa de um planejamento. Não digo planejamento como já foi entregue, digo algo mais palpável. Datas bem estabelecidas, que não atrapalhem o brasileiro já seriam um belo começo. Não podemos tolerar que nosso campeonato seja atropelado novamente. Com todos esses erros cometidos pela Liga, quem da as cartas agora é (e deve ser) a CBFA. A instituição precisa se impor para que ela não saia com sua imagem abalada.

Em segundo plano, mais transparência. Não acho, realmente, que a culpa seja inteira da LFA. Com certeza, muita gente envolvida estava dando o sangue para que a Liga acontecesse. Muito provável, também, que não tenha sido o fato de apenas um investidor que “deu para trás” que fez com que o projeto fosse por água abaixo. Vi algumas pessoas comentando na nota oficial e concordo: é preciso dar nome aos bois. Credibilidade é algo que custa à voltar, uma vez que você perde. Nomear os culpados e propor mudanças é um “mal necessário” para que haja essa reconstrução.

Realmente, compramos gato por lebre. Acreditamos no conto de mil maravilhas e não vimos os problemas ou, quando vimos, ignoramos para ficar com propostas, em partes, vazias. Porém, acho que precisamos sim acreditar na LFA. Entendo todos os problemas causados e tudo que aconteceu até aqui, mas ainda vejo a Liga como algo produtivo para o esporte. Não apenas dentro de campo.

Partidas televisionadas, arenas construídas para prática exclusiva do esporte… esses são sonhos que, sem a LFA, são quase utopia. Não estou me esquecendo do Torneio Touchown, mas a proposta da LFA era uma cobertura maior e mais completa.

Por isso, digo sim à LFA. Um sim receoso, claro. Mas ainda assim, um sim. Todo mundo merece uma segunda chance, ainda mais se for para fazer o bem. Nesse caso, o resultado pode ser um futuro realmente interessante para o futebol americano no Brasil. Que venha 2014 e, junto dele, uma LFA organizada e promissora!

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 7 de outubro de 2013, em FA Brasileiro. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: