No clássico dos “empates”, o Botafogo volta a jogar e vence o Flamengo


Por Roberto Rohden

As últimas seis partidas entre Botafogo e Flamengo, sempre terminaram empatadas. O jogo deste domingo (13), foi diferente. Marcou o primeiro triunfo da equipe alvinegro sobre o Mengo desde 2000, quebrou essa série de empates e consagrou a volta do bom futebol no Maracanã. A partida que ocorreu às 18h30, no Rio de Janeiro, permitiu a troca do vice-líder do campeonato e a primeira derrota de Jayme de Almeida no comando do rugro-negro carioca.

Rafael Marques marcou o gol do triunfo e decretou o fim do jejum de 13 anos (Foto: Divulgação/Site Oficial do Botafogo)

Análise da partida

O que chamou a atenção no jogo foi a intensidade de ambos os times na hora de atacar. Foram 31 finalizações, sendo que 16 acertaram o alvo. O estilo de jogar do Flamengo se baseia na euforia, imprimindo uma velocidade imensa para chegar o mais rápido possível no setor ofensivo; desorganizado, mas eficiente.

Por outro lado, o Botafogo já é uma equipe mais organizada, que trabalha mais a bola. Porém, tem a mesma qualidade na hora de finalizar. A dupla Seedorf e Rafael Marques atuaram muito bem, ajustando a maneira de jogar do time. A formação bem estruturada concilia com um forte entrosamento dos jogadores, o que garante um bom ritmo e velocidade.

A partida fica emocionante com dois clubes que atacam constantemente. Entretanto, a qualidade defensiva, não é igual à ofensiva. Os zagueiros e laterais dos dois times tiveram bons e maus momentos. Quem garantiu um bom espetáculo foram os goleiros, fazendo várias defesas e fazendo lances plásticos que são, igualmente, bonitos.

Com a vitória, o Botafogo chegou aos 49 pontos e ultrapassou o Grêmio por ter mais gols marcados, estando agora no 2º lugar, está há 10 pontos do líder Cruzeiro. Já o Flamengo, foi para a 10ª colocação, com 37 pontos, estando 11 pontos da zona para a Libertadores e a cinco da de rebaixamento.

O jogo

Dois estilos de jogo, um mais solto e rápido, outro mais lento e trabalhado. O placar da primeira etapa terminou igual aos últimos seis jogos entre as equipes, no empate. Saiu um gol para cada lado, o primeiro foi para os rubro-negros que mesmo sem o domínio da partida, foi mais perigoso.

Aos 13 minutos, uma linda troca de passes entre os flamenguistas acabou nas redes. André Santos lançou Carlos Eduardo, o meia passou para o miolo da área e encontrou Wallace que entregou a bola a Hernane. Com um chute colocado, o atacante abriu o placar no New Macaranã.

Com o tento, o Botafogo saiu mais para o campo de ataque, no modo troca de passes. Esperando ansiosamente uma chance de igualar o marcador, a oportunidade veio pouco antes do final do primeiro tempo. Na intermediária, Seedorf deu um belo passe de carrinho para Gegê. O atleta que veio da base, cortou bem o zagueiro e chutou no canto do goleiro Felipe.

Lance do primeiro gol do Botafogo, onde Gegê recebeu na área e finalizou para o gol de empate no primeiro tempo (Foto: Divulgação/Site Oficial do Botafogo)

Na volta do intervalo, o Flamengo voltou com a sua euforia partiu ao ataque. Mas isso não assustou o atacante Rafael Marques. Ele foi o melhor em campo e é também o destaque do time na competição. Ele participou de todos os jogos e já marcou 10 gols no campeonato.

Dessa vez, o centroavante poderia ter saído com dois gols na conta. Contudo, a trave não deixou uma pintura ser feita. O holandês Seedorf cruzou muito bem, mas melhor ainda foi a conclusão de Marques. Ele pegou de primeira, um chute cruzado que só parou pela trave, uma pena.

Mas ele não se abalou, continuou tentando e conseguiu achar o seu gol. O jovem Gegê foi essencial novamente, ele cruzou para a área, Rafael Marques desviou e a bola entrou, virada do Botafogo.

Logo depois, Elias respondeu para o Mengo mandando uma bola de cabeça no travessão. O rubro-negro tentou empatar de todas as formas, mas o dia era de vitória, de quebra de jejum e de alívio. Bola sendo tirada em cima da linha, goleiro salvando, bola indo para fora e o placar de 2 a 1 mantido.

O Maracanã que não vinha tendo bons espetáculos se agraciou um bom jogo de futebol, com muita emoção e inúmeros lances que levantaram a torcida que estava presente. Depois de 13 anos, o Botafogo supera o Flamengo e volta a briga pelo título do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 1 FLAMENGO

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 13/10/2013 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Auxiliares: Wagner Almeirda dos Santos (RJ) e Luiz Antonio Muniz de Oliveira (RJ)
Renda e público: R$1.346.700,00 / 23.718 pagantes / 31.720 presentes
Cartões amarelos: Edilson (BOT); Amaral (FLA)
Gols: Hernane 12’/1ºT (0-1); Gegê 41’/1ºT (1-1); Rafael Marques 17’/2º (2-1)

BOTAFOGO: Renan; Edilson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos e Renato; Gegê (Dedé), Seedorf e Rafael Marques; Alex (Henrique 10’/2ºT, depois Hyuri 43’/2ºT).  Técnico: Oswaldo de Oliveira.

FLAMENGO: Felipe, Léo Moura, Chicão, Wallace e João Paulo; Amaral, Elias, André Santos (Luiz Antônio) e Carlos Eduardo (Bruninho); Paulinho e Hernane. Técnico: Jayme de Almeida.

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 13 de outubro de 2013, em Futebol Nacional e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: