Estreante consagra um velho conhecido e Coxa respira novos ares


Por Roberto Rohden

A partida que ocorreu no Couto Pereira, às 18h30, valida pela 30ª rodada do Brasileirão, colocou Coritiba e Cruzeiro frente a frente, por objetivos muito distantes no campeonato. Os mandantes querem afugentar o fantasma do rebaixamento, enquanto que do outro lado os mineiros pretendem fazer a melhor campanha de um clube na era dos pontos corridos e se sagrar campeão. Em um jogo emocionante na segunda etapa, a vitória saiu da cabeça de um velho xodó da torcida verde e branca, Keirrison.

Análise da partida

O time coxa-branca não teve um bom desempenho técnico, mas utilizou bem o que tinha à disposição. Enfrentou um oponente que tem justamente a técnica como melhor arma.

O principal jogador do Coritiba, Alex, não participou tanto do jogo, mas sempre mostra um toque diferenciado quando tem a bola. Porém, outro ídolo deu conta do recado, Keirrison, ex-jogador do Barcelona e que voltou do Departamento Médico, se reencontrou com as redes e garantiu a vitória.

O destaque da partida, junto com Keirrison, foi Carlinhos. Ele começou apagado e errando alguns passes, mas o jogador ganhou confiança e quando foi se aventurar no ataque acabou sendo feliz. Abriu o placar e no segundo tempo deu uma assistência. Não é o salvador que a torcida esperava, mas foi essencial para o seu time se afastar da zona de rebaixamento.

O clube mineiro se manteve com 62 pontos na liderança do Brasileiro, nove pontos na frente do Grêmio, o segundo colocado. Já o time paranaense respira um pouco na competição, ameaçado pela Z4, o clube tem 37 pontos e com 14º lugar, estando com 4 pontos de vantagem para o primeiro do grupo dos que caem para a Série B, o Vasco.

Lateral Carlinhos marcou um gol e ainda deu uma assistência, ajudando seu time a conquistar a vitória. (Foto: Divulgação/Site Oficial do Coritiba)

Lateral Carlinhos marcou um gol e ainda deu uma assistência, ajudando seu time a conquistar a vitória. (Foto: Divulgação/Site Oficial do Coritiba)

Em estreia de ouro, nem erro de juiz pode estragar a festa

O time visitante é líder isolado da competição, tem um elenco entrosado e consegue imprimir com facilidade o seu estilo de jogo. Além disso, o resultado adverso de Grêmio, que empatou com o Inter, e do Atlético-PR, que perdeu para o Goiás, deram tranquilidade aos jogadores que cadenciaram o confronto.

O Coxa sofre com seus desfalques, sofre tanto que o domínio da primeira etapa foi inteiramente azul. Os donos da casa chegavam esporadicamente, mas não foram pressionados pelo adversário. Pelo contrário, o Cruzeiro fazia um jogo calmo, sabendo que seus rivais pelo título tinham tropeçado, os atletas tocaram a bola esperando uma oportunidade de gol.

Contudo, os atacantes de ambos os lados não traziam perigo algum e a partida se mantinha monótona. Até que Carlinhos alterou o paradigma. O lateral-esquerdo estreou no time titular do Coritiba, vinha fazendo uma atuação apagada, mas em um lance ele fez a torcida acordar. Em uma tabela com Geraldo, o lateral contou com a falha de Ceará e mandou uma bomba para abrir o placar.

No segundo tempo, o visitante começou a sair mais para o jogo, buscou o ataque e com a ajuda do juiz, empatou. Willian tabelou e ia entrando na área, quando de repente ele conseguiu o feito de tropeçar no próprio pé. O arbitro não perdoou e quis participar da lambança, marcando um pênalti inexistente no atacante cruzeirense.

Na cobrança, Dagoberto que havia acabado de entrar deslocou o goleiro e igualou o marcador. Só que a noite era de “novos” protagonistas, quer dizer, um deles nem tão velho assim. Keirrison, um jogador com a carreira marcada por lesões saiu do banco para fazer o que sabe melhor, dar alegria a torcida do Verdão.

Em um cruzamento primoroso de Carlinhos, a bola foi de encontro à cabeça do antigo “K9” que finalizou e, depois de muito tempo, voltou a marcar um gol. O atacante ficou emocionado e saiu chorando após o feito. Depois, o Cruzeiro pressionou, mas não conseguiu marcar e decretou a terceira derrota nos últimos 4 jogos.

FICHA TÉCNICA

Coritiba 2 X 1 Cruzeiro

Local: Couto Pereira – Curitiba – PR
Data: 20/10/2013
Horário: 18:30h
Arbitro: Jailson Macedo Freitas (BA-ESP)
Cartões amarelos: Keirrison e Lincoln (Coritiba); Egídio, Nilton e Luan (Cruzeiro)
Gols: Carlinhos, aos 41 minutos do primeiro tempo, e Keirrison, aos 27 minutos do segundo tempo (CFC); Dagoberto, aos 16 minutos do segundo tempo (CRU).

Coritiba: Vanderlei, Gil, Leandro Almeida, Carlinhos, Luccas Claro, Junior Urso, Willian Farias, Robinho, Alex (Lincoln), Julio Cesar (Keirrison) e Geraldo (Germano).Técnico: Péricles Chamusca

Cruzeiro: Fábio, Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo (Léo), Egídio (Luan), Henrique, Nilton, Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart , Willian e Borges (Dagoberto). Técnico: Marcelo Oliveira.

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 20 de outubro de 2013, em Campeonato Brasileiro 2013, Futebol Nacional e marcado como , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: