Futebol foi a vítima no confronto das arquibancadas, mas foi vitorioso dentro das quatro linhas


por Vinicius Silva

O Campeonato Brasileiro deste ano teve seu último suspiro nesse final de semana. 2013 foi um ano bizarro no futebol em nosso país. Para marcar esse último dia de maneira negativa, uma longa briga entre as torcidas do Atlético-PR e Vasco na Arena Joinville. O futebol foi vítima de mais um episódio lamentável, dessa vez na goleada por 4×1 dos paranaenses sobre os vascaínos, rebaixados para a Segundona ao lado do rival Fluminense. 

Briga entre torcidas de Atlético-PR  e Vasco tentou, com força, estragar a última rodada do Brasileirão 2013 (Foto: Reprodução Globoesporte.com)

Briga entre torcidas de Atlético-PR e Vasco tentou, com força, estragar a última rodada do Brasileirão 2013 (Foto: Reprodução Globoesporte.com)

O Ministério Público tomou a medida de que não haveria a presença da Polícia Militar no estádio. Apenas seguranças particulares seriam responsabilizados pelos acontecimentos durante a partida.

Definição que deu a faca e o queijo para as torcidas organizadas, que cortaram sem pensar. Durante, no mínimo, dez minutos, imbecis protagonizaram cenas de filmes e que trazem lamentação nos verdadeiros torcedores de futebol.

Imagens que serão reproduzidas e repercutidas em todo o mundo, afinal, o maior evento do esporte será realizado no próximo ano aqui.

Mesmo com a pouca esperança que deposito nisso, torço para que os idiotas sejam identificados e punidos severamente como na Inglaterra, por exemplo.

Felizmente, não aconteceram mortes, pois é inexplicável ir ao estádio e morrer.

Futebol não é isso.

Futebol é o que foi visto dentro de campo.

Depois de mais de uma hora de paralização, o placar era 1×0 para o rubro-negro

Foi ver a torcida do Bahia apoiar sua equipe pela última vez depois de estar presente em toda a campanha do clube. E os jogadores, sentindo a vibração, atuaram com dignidade, principalmente na primeira etapa, tentando dar a vitória de presente aos presentes na Fonte Nova.

Porém, o Fluminense lutava contra o seu rebaixamento. William Barbio abriu o placar, mas viu Wagner e Samuel balançarem as redes pelo tricolor carioca.

Wagner lamenta o rebaixamento (Foto: Reprodução Globoesporte.com)

Wagner lamenta o rebaixamento (Foto: Reprodução Globoesporte.com)

Vitória que não evitou a Série B, já que o Coritiba, de Luccas Claro, venceu o São Paulo por 1×0.

Lágrimas de Fred, lição para o clube. Campeão de 2012, rebaixado em 2013.

No Rio de Janeiro, o Botafogo aplicou um sonoro 3×0 no Criciúma, com gols de Lodeiro, Elias e Seedorf. Despedida de um bom ano da Estrela Solitária, que vai torcer contra a Ponte Preta na Sul-Americana.

A Macaca, já rebaixada, foi ao Rio Grande do Sul cumprir tabela contra o irregular Internacional. O Colorado pouco fez para tirar o 0x0 do placar, o que refletiu na péssima temporada.

Em Goiânia, o Goiás entregou a presença do G4 após perder para o melhor paulista do torneio. O Santos meteu 3×0 fora de casa e impôs respeito contra Walter e cia.

Ali do lado, em Minas, o Atlético Mineiro se despediu da torcida rumo ao Mundial de Clubes diante do Vitória. Despedida que contou com a volta de Ronaldinho, que anotou os dois tentos que deram o número final ao marcador: 2×2.

Ronaldinho voltou em grande estilo (Foto: Site Oficial do Atlético Mineiro)

Ronaldinho voltou em grande estilo (Foto: Site Oficial do Atlético Mineiro)

O craque conseguiu empatar pelos alvinegros, depois de Marquinhos e Maxi Biancucchi marcarem. Galo vai em uma crescente para o Marrocos e estreia no dia 18 contra um adversário ainda indefinido.

Apesar do nível técnico do torneio não ter sido lá essas coisas e de o Cruzeiro ter sido campeão antecipado, o Brasileirão rendeu boas emoções e conseguiu chamar a atenção na disputa pelo G4 e contra o Z4.

No sábado, o Náutico venceu (sim, é sério), por 1×0, o Corinthians na despedida de Tite e Alessandro, enquanto Flamengo e Cruzeiro empataram em 1×1 no Maracanã. 

Olá Ano Novo

Além da Copa do Mundo, 2014 promete por outros motivos. Vasco e Fluminense, que se juntaram a Náutico e Ponte, morreram abraçados e fazem o maior clássico da Segundona.

Na elite do futebol brasileiro, o Palmeiras volta com boas metas em seu centenário.

Mas nada é tão importante quanto a marca que o futebol catarinense alcançou. Três clubes do estado estão entre os vinte melhores do ano que vem. Chapecoense e Figueirense se juntam ao Criciúma na Série A.

Assim, SC terá mais representantes do que Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Goiás e Rio de Janeiro, que terá seu território defendido por Flamengo e Botafogo.

Só perde para SP, que contará com o tricolor de Rogério Ceni, Palmeiras, Corinthians, Santos e Portuguesa.

Agora, começam as infinitas especulações e inúmeras transações.

Que venha 2014!

Anúncios

Sobre Jornaleiros do Esporte

Site sobre esportes dos alunos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Email : jornaleirosdoesporte@gmail.com Twitter : @Jesporte Facebook : http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100002390365816

Publicado em 8 de dezembro de 2013, em Campeonato Brasileiro 2013 e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: