Arquivos do Blog

O herói que virou vilão


Por Daniel Malucelli

Prazer, Dida, 1.95m. É assim que o goleiro Nelson de Jesus Silva, mais conhecido como Dida, se apresenta aos batedores de pênalti que ficam frente a frente com ele. São 11 metros de distância que o cobrador tem, para acertar um gol de 2,44 metros de altura por 7,32 metros de largura. O único problema de converter a penalidade em gol é quando o goleiro já disputou três copas do mundo, e defendeu muitos pênaltis decisivos em 23 anos de carreira, como na final da Champions League.

Dida com a camisa do Corinthinas na semifinal do Brasileirão de 1999, ele defendeu o pênalti cobrado por Raí. (Foto: Divulgação/Site Oficial do SCCP)

Dida, com a camisa do Corinthinas, na semifinal do Brasileirão de 1999, ele defendeu os pênaltis cobrados por Raí.
(Foto: Divulgação/Site Oficial do SCCP)

Leia o resto deste post

Anúncios